Acessar o conteúdo principal
Um pulo em Paris

Proprietários são multados por abusar do Airbnb em Paris

Áudio 11:10
Paris tem recorde de apartamentos no site Airbnb.
Paris tem recorde de apartamentos no site Airbnb. John MACDOUGALL / AFP

Paris é uma das cidades do mundo com a maior oferta de apartamentos no site de locação temporária Airbnb. Para evitar os abusos, a prefeitura da capital francesa impôs um sistema de multas que tem punido cada vez mais os proprietários.

Publicidade

Com mais de 30 milhões de turistas por ano, a capital francesa se tornou, naturalmente, a campeã de ofertas no Airbnb, que reúne mais de 65 mil apartamentos, estúdios, casas e quartos para alugar em Paris. Com opção de alojamentos temporários que podem custar a metade do preço de um hotel, o site se tornou um concorrente de peso para o setor hoteleiro.

Porém, as autoridades estão cada vez mais preocupadas com os efeitos desse sucesso, que estaria provocando uma inflação do mercado imobiliário. Afinal, os proprietários têm preferido alugar seus bens para turistas, que pagam praticamente o triplo do que pagaria um inquilino a longo prazo.

Para tentar impedir o esvaziamento da cidade, com prédios ocupados apenas por turistas de passagem – o que também tem um impacto negativo no comércio de bairro, que desaparece aos poucos –, a prefeitura de Paris, como outras grandes cidades europeias, impôs um limite: o proprietário que alugar seu imóvel por mais de 120 dias por ano é sancionado. A iniciativa deu certo e, segundo dados divulgados esta semana, o número de multas explodiu na capital francesa.

Apenas no primeiro semestre deste ano, mais de 30 pessoas foram condenadas pela justiça a pagar uma multa. No total, a prefeitura arrecadou mais de R$ 2 milhões, o que corresponde a uma média de R$ 70 mil para cada proprietário que desrespeitou o limite imposto. O volume que entrou nos cofres públicos já é 13 vezes maior que o registrado no mesmo período do ano passado.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.