Acessar o conteúdo principal
Terrorismo/relatório

Número de vítimas de terrorismo cai no mundo em 2016

Forças sírias atacam grupo EI na Síria em Deir Ezzor
Forças sírias atacam grupo EI na Síria em Deir Ezzor AFP

O número de mortos em atentados terroristas caiu em 2016. Porém, mais países foram afetados, segundo dados do Índice de Terrorismo Mundial, divulgado nesta quarta-feira (15). O relatório do Centro de Pesquisas Australiano também mostra um recuo de 22% de vítimas em relação a 2014.

Publicidade

O índice GTI (Global Terrorism Index) foi criado em 2012 e utiliza informações da Global Terrorism Database, uma base de dados da universidade americana de Maryland. Ele mede a evolução dos ataques terroristas em 163 países desde 2000.

O número de mortos diminuiu principalmente em quatro dos cinco países mais atingidos pelo terrorismo: Síria, Paquistão, Afeganistão e Nigéria, que registrou uma queda de 80%, a mais surpreendente, em relação a 2016. Por outro lado, no Iraque, a multiplicação de ataques contra civis pelo grupo Estado Islâmico (EI) representou 38% do total de vítimas do terrorismo. O estudo excluiu a Turquia e Israel.

Europa e EUA registram mais mortes

Na Europa e países desenvolvidos, como os EUA, a tendência é contrária. O ano de 2016 foi o pior desde 1988, com exceção do 11 de setembro de 2001. O enfraquecimento do grupo EI, entretanto, deve inverter essa tendência em 2017, como mostra a análise do primeiro semestre deste ano.

Outra má notícia apontada pelo relatório é que dos 106 países estudados, dois terços deles registraram pelo menos um ataque terrorista. Os autores do documento também chamam a atenção para o risco de combatentes e chefes do EI deixarem a Iraque e a Síria para se juntarem a novos grupos extremistas radicais presentes em outros territórios.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.