Acessar o conteúdo principal
A Semana na Imprensa

Paris Match relata uma semana na vida do presidente Macron

Áudio 02:59
Capa da revista Paris Match com o presidente francês, Emmanuel Macron.
Capa da revista Paris Match com o presidente francês, Emmanuel Macron. DR

A revista Paris Match traz uma reportagem especial esta semana sobre o presidente francês, Emmanuel Macron. Avesso à proximidade com jornalistas, o chefe de Estado deixou o diretor da publicação acompanhá-lo em uma visita aos Emirados Árabes Unidos. Outra jornalista do grupo pôde seguir os passos do presidente e da primeira-dama, Brigitte, durante algumas cerimônias em Paris.

Publicidade

O resultado é uma cobertura longa, de uma semana, mas edulcorada a tal ponto que o restante da imprensa se apropriou do conteúdo para fazer crônicas irônicas e até piadas. O material confirma que Macron exerce um controle total sobre a comunicação presidencial e que a Paris Match é coerente, de certa forma, com sua linha editorial. A revista é especializada em exibir imagens de políticos, artistas e personalidades do jet-set internacional na intimidade.

O líder francês é fiel à imagem que se tem dele, segundo a Paris Match: um homem disponível, sempre à escuta de seus interlocutores. "Ele adora o contato humano, trata seus assessores com intimidade quando está longe das câmeras e de maneira respeitosa quando está em público", diz o texto.

A revista vende a imagem de um casal presidencial que se entende às mil maravilhas e não desgruda um do outro. "Brigitte está sempre por perto. Quando os dois estão na mesma sala, ela é como um dublê, sempre atenciosa e à escuta das pessoas. Toda hora eles se procuram pelo olhar. [...] Eles conseguiram preservar uma noite para estar com a família, geralmente aos sábados, e uma noite para fazer um programa de casal. Na segunda-feira, 6 de novembro, foram ao teatro", revela Paris Match, aderindo sem a menor crítica à comunicação planejada.

Macron aparece como um chefe de Estado jovem, atlético e em forma olímpica 24h. Ele completará 40 anos em dezembro. Os franceses são informados que seu presidente corre duas a três vezes por semana, joga tênis e treina boxe com o segurança da mulher.

Brigitte não deixa o marido comer "porcarias"

Paris Match conta que Brigitte vigia a alimentação dele para que não coma "porcarias". "Ela ordenou ao chef do Palácio do Eliseu, Guillaume Gomez, que sirva dez frutas e legumes para Macron diariamente, o dobro da dose diária recomendada. Brigitte proibiu pratos do tipo 'junk food'. Queijos e vinhos [produtos tradicionais e marcas registradas da França no exterior], são apreciados", escreve a publicação.

Jovem chefe de guerra

A reportagem também reforça a imagem do presidente "chefe de guerra" tão apreciada pelos franceses. Durante a visita da semana passada aos Emirados Árabes Unidos, Macron visitou uma base militar onde 700 soldados franceses permanecem estacionados no Golfo Pérsico e partem em missões para combater o grupo Estado Islâmico no Iraque e na Síria. Na ocasião, ele declarou que a França iria vencer os jihadistas nas próximas semanas e meses. Ele previu, por outro lado, que a luta contra os grupos terroristas será um complemento indispensável a uma solução política inclusiva, plural, que a França quer ver emergir na região.

Depois de deixar os Emirados Árabes Unidos, Macron se consacrou à crise política aberta entre Líbano, Arábia Saudita e Irã.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.