Acessar o conteúdo principal
Viagem

Turismo na França bate recorde depois da crise dos atentados

Chineses e japoneses voltam a visitar Paris depois do susto dos atentados.
Chineses e japoneses voltam a visitar Paris depois do susto dos atentados. Lionel BONAVENTURE / AFP

Paris bateu seu recorde de turistas em 2017 graças à volta de visitantes estrangeiros à capital francesa, principalmente americanos e japoneses, o que indica o fim de dois anos de crise por causa dos atentados jihadistas.

Publicidade

"No total, os hotéis da região de Paris acolheram 2,9 milhões a mais de turistas franceses e estrangeiros que em 2016", informou o Comitê Regional de Turismo.

Os Estados Unidos continuam sendo o principal país de origem dos estrangeiros que visitam Paris, com um total de 2,4 milhões de visitantes no ano passado, 18.3% a mais que no anterior.

Os chineses e japoneses que haviam desistido da capital francesa por motivos de segurança também voltaram, aumentando em 17,8% e 32,8%, respectivamente.

O governo francês não comunicou ainda o número definitivo de visitantes para todo o país em 2017, mas, segundo estimativas, poderá alcançar os 89 milhões de turistas.

E o Brasil?

Quanto ao Brasil, em 2016, segundo dados da Organização Mundial do Turismo, o país recebeu 6,6 milhões de turistas. Isto é, pouco mais do que o número de pessoas que pagaram para subir na Torre Eiffel no mesmo período.

No total, a região de Paris recebeu 36 milhões de visitantes em 2016 – cinco vezes mais do que o todo o Brasil.

Com agência AFP

Dados da Embratur e do Bureau de Turismo de Paris

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.