Acessar o conteúdo principal
França/Brasil

Macron parabeniza Bolsonaro e diz que parceria com Brasil envolve respeito à democracia

O presidente francês Emmanuel Macron diz que pretende manter parceria com o Brasil depois da eleição
O presidente francês Emmanuel Macron diz que pretende manter parceria com o Brasil depois da eleição REUTERS/Francois Lenoir

O chefe de Estado francês, Emmanuel Macron, parabenizou nesta segunda-feira (29) Bolsonaro, vencedor das eleições presidenciais. Em um comunicado, ele declarou que deseja manter a cooperação com o país, “respeitando os princípios democráticos”.

Publicidade

O presidente francês foi um dos primeiros líderes europeus a reagir à vitória do candidato do PSL. Em um comunicado, Macron lembra que a França e o Brasil mantêm uma parceria estratégica “em torno de valores comuns de respeito e promoção dos valores democráticos”.

Segundo o texto, "é no respeito desses valores que a França espera dar continuidade à sua cooperação com o Brasil, enfrentando os grandes desafios contemporâneos do nosso planeta, que envolvem a paz e a segurança internacionais, a diplomacia para o meio-ambiente e os acordos de Paris para o clima”, declarou. 

Já o partido de Macron, A República em Marcha, manifestou sua preocupação com a eleição do candidato do PSL. Para o deputado Sacha Houlié, "trata-se de uma nova batalha vencida pelos conservadores que deverá ser enfrentada pelos progressistas".

A ex-candidata às eleições presidenciais, Marine Le Pen, símbolo da extrema direita na França, publicou uma mensagem no Twitter para desejar boa sorte ao novo presidente, “que deverá sanear a economia, a segurança e a democracia, em jogo no Brasil". Ela também disse que "os brasileiros puniram a corrupção generalizada e a terrível criminalidade que prosperaram nos governos de extrema-esquerda".

Bolsonaro recebeu telefonema de Trump no domingo

O presidente americano, Donald Trump, já havia telefonado no domingo (28) à noite para cumprimentar o capitão da reserva. "Ambos expressaram um forte compromisso em trabalhar lado a lado para melhorar as vidas das pessoas nos Estados Unidos e no Brasil e, como líderes regionais, nas Américas", afirmou o comunicado da Casa Branca. Bolsonaro nunca escondeu sua admiração por Trump, e muitas vezes é comparado a ele pela imprensa internacional, que o batizou de “Trump” tropical. A posse de Bolsonaro ocorrerá no dia 1° de janeiro de 2019.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.