Acessar o conteúdo principal
Cinema

'Bacurau', filme brasileiro na disputa da Palma em Cannes, tem primeiro teaser revelado

Cena de "Bacurau", com Sonia Braga no elenco.
Cena de "Bacurau", com Sonia Braga no elenco. Victor Jucá

Cercado por mistério desde que foi anunciado, o filme "Bacurau", escrito e dirigido por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, começa a ter as suas primeiras cenas divulgadas. A produção, apresentada como um “western brasileiro” concorre à Palma de Ouro no 72° festival de cinema de Cannes, que começa na próxima terça-feira (14).

Publicidade

"Bacurau" será apresentado na sessão de gala da competição oficial do mais importante festival francês na quarta-feira (15), segundo dia do evento. Uma parte do elenco (Karine Teles, Bárbara Colen e Udo Kier, entre outros), além dos diretores, vão subir a famosa escadaria do Palácio dos Festivais de Cannes. Sonia Braga, que faz o papel de Domingas e causou sensação em Cannes em 2016 com o filme “Aquarius”, também de Kléber Mendonça, não estará na Riviera Francesa para a projeção.

Rodado no Sertão do Seridó, "Bacurau" é uma coprodução da brasileira CinemaScopio e da francesa SBS. Segundo os diretores, o trama que concorre em Cannes é "um filme de aventura ambientado no Brasil ‘daqui a alguns anos’”, que conta a história de uma cidade que, misteriosamente, desaparece do mapa. 

O Brasil, aliás, tem presença importante esse ano em Cannes. O país também participa da disputa principal com “O Traidor”, uma coprodução brasileira dirigida pelo italiano Marco Bellocchio, que concorre à Palma de Ouro. O filme, que conta com Maria Fernanda Cândido no elenco, traz a história do mafioso Tommaso Buscetta, que se refugiou na América Latina após ter denunciado seus companheiros da Cosa Nostra.

O cinema nacional também estará representado na mostra Un Certain Regard (Um Certo Olhar). Karim Ainouz, que estreou em Cannes em 2002 com "Madame Satã", participa da seleção paralela com “A Vida Invisível de Eurídice Gusmão", adaptação do livro homônimo de Martha Batalha. 

Na mesma mostra também concorre "Port Authority", de Danielle Lessovitz, que apesar de não ser brasileiro, é produzido por Rodrigo Teixeira. 

Além disso, “Sem seu sangue”, da carioca Alice Furtado, concorre na Quinzena dos Realizadores, o documentário "Indianara", de Aude Chevalier-Beaumel e Marcelo Barbosa, participa da seleção Acid, e "Bob Cuspe - Nós Não Gostamos de Gente", de Cesar Cabral, está na programação de animações do 72° festival de cinema de Cannes, que acontece de 14 a 25 de maio.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.