Acessar o conteúdo principal

Bolsonaro se encontra com Macron no G20 e confirma intenção de permanecer no Acordo de Paris

O presidente da França, Emmanuel Macron (L), e o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, participam de uma reunião sobre economia digital durante Cúpula do G20 em Osaka, em 28 de junho de 2019.
O presidente da França, Emmanuel Macron (L), e o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, participam de uma reunião sobre economia digital durante Cúpula do G20 em Osaka, em 28 de junho de 2019. Jacques Witt / POOL / AFP

A Cúpula do G20 foi aberta oficialmente nesta sexta-feira (28), em Osaka, no Japão. Uma série de encontros paralelos entre os líderes das 20 maiores economias do mundo já ocorreram. O presidente Jair Bolsonaro se encontrou nesta manhã com o chefe de Estado francês, Emmanuel Macron, e fez promessas de discutir as questões da biodiversidade e da preservação da Amazônia.

Publicidade

De acordo com Mounia Daoudi, correspondente da RFI que acompanha a cúpula, Jair Bolsonaro teve uma reunião informal com Emmanuel Macron. A conversa durou cerca de 15 minutos, de acordo com o palácio do Eliseu, e Macron insistiu para que Bolsonaro não saia do Acordo de Paris sobre o Clima. Bolsonaro demonstrou interesse em permanecer no tratado, segundo informações do governo francês.

Macron também aproveitou para abordar as questões de biodiversidade e os diversos conflitos ambientais na Amazônia. Em resposta, Bolsonaro disse estar aberto ao debate. O ministro das Relações Exteriores francês, Jean-Yves Le Drian, foi convidado a fazer uma visita ao Brasil em julho para implementar ações a favor do meio ambiente e para que os dois países trabalhem juntos nesse sentido. 

Havia incerteza se o encontro aconteceria ou não – o porta-voz da presidência brasileira, Otávio Rêgo Bastos, informou à imprensa do Brasil que a França tinha cancelado a reunião. Mais cedo, Macron havia reiterado que não fechará qualquer tratado envolvendo Brasília se o país se retirar do tratado de Paris

O presidente Jair Bolsonaro também participou de uma reunião dos BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), as potências emergentes, ao lado de líderes como o presidente chinês, Xi Jinping, e o russo Vladimir Putin. Nas redes sociais, Bolsonaro postou uma foto com o presidente americano, Donald Trump.

Existe a expectativa de que as negociações do acordo comercial entre o Mercosul e a União Europeia avancem durante a cúpula do G20. Porém, uma rejeição da França poderia comprometer a assinatura do tratado.

Troca de elogios entre Trump e Bolsonaro

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, também se encontrou com Bolsonaro nesta sexta-feira. Bolsonaro é comparado com frequência ao presidente americano e é chamado por parte da imprensa internacional de "Trump dos trópicos".

Os dois governantes reservaram apenas elogios um ao outro durante uma reunião bilateral à margem do encontro de cúpula do G20 em Osaka. Esta foi a segunda vez que os dois se reuniram, após o primeiro encontro em março na Casa Branca. "Ele é um homem especial, está muito bem, muito amado pelo povo do Brasil", declarou Trump.

Por sua vez, Bolsonaro disse ser “um grande admirador [de Trump] há muito tempo, inclusive antes de sua eleição". "Eu apoio Trump, apoio os Estados Unidos, e apoio sua reeleição", completou o presidente brasileiro.

Jair Bolsonaro é um raro aliado para Trump numa cúpula do G20 que pode ser uma das mais conturbadas em vários anos, com disputas sobre comércio, aquecimento global e tensões no Oriente Médio na agenda. Como Trump, Bolsonaro é considerado um cético quanto às mudanças climáticas. O brasileiro também segue o modelo do presidente americano de uso intenso das redes sociais.

Outros temas que estão em destaque na cúpula são a crise entre o Irã e os Estados Unidos e a guerra comercial que opõe americanos e chineses. Dois dias depois de afirmar que um conflito com o Irã "não seria muito longo", Donald Trump declarou que "não tem pressa" para resolver as tensões com o país. O presidente americano afirmou esperar “que, no final, tudo funcione".

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.