Acessar o conteúdo principal
França

“Praias” de Paris abrem a temporada 2019 com foco na ecologia

Piscinas instaladas no Canal de Ourcq também fazem parte do Paris Plages e são gratuitas.
Piscinas instaladas no Canal de Ourcq também fazem parte do Paris Plages e são gratuitas. Joséphine Brueder / Ville de Paris

As margens do rio Sena dão espaço para mais uma edição do Paris Plages, as “praias” de Paris, que neste ano focam as atenções na ecologia. Haverá ateliês de explicações sobre as mudanças climáticas e gestão de lixo – a triagem e a reciclagem de resíduos foram significativamente ampliadas na capital francesa, a partir de janeiro.

Publicidade

A largada para quase dois meses de atrações na beira de um dos rios mais famosos do mundo foi dada neste sábado (6), pela prefeita da cidade, Anne Hidalgo. Até 1° de setembro, 800 espreguiçadeiras, 500 guarda-sóis, mesas para piquenique, sorveterias e áreas para atividades esportivas estarão instalados nas duas margens do Sena.

Nadar dentro do Canal de Ourcq

As atividades também se estendem ao parque de La Villette, onde os visitantes podem participar de atividades náuticas e nadar nas três piscinas com água natural do Canal de Ourcq, um afluente do rio Marne, o outro grande rio da região parisiense.

Há dois anos, por preocupações ecológicas, a areia foi banida do Paris Plages e foi substituída por decks de madeira. As crianças não poderão fazer castelos, mas vão se divertir com trampolins, exibições circenses e aulas de acrobacias e de escultura madeira – esses últimos também oferecidos aos adultos.

Esta é a 18ª edição do Paris Plages, um evento promovido para beneficiar os turistas e os parisienses que não podem sair de férias no verão.

Com informações da AFP

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.