Acessar o conteúdo principal

França comemora sucesso da Copa do Mundo de Futebol Feminino com público crescente

A jogadora Marta em lance no 1° tempo do jogo enter Brasil e França em Le Havre.
A jogadora Marta em lance no 1° tempo do jogo enter Brasil e França em Le Havre. REUTERS/Lucy Nicholson

Passada a euforia dos jogos, os organizadores da competição fizeram uma avaliação dos resultados da Copa do Mundo da França de Futebol Feminino, ocorrida entre os dias 7 de junho e 7 de julho de 2019. A vice-presidente da Federação Francesa de Futebol, Brigitte Henriques, celebra a boa fase dessa modalidade e espera que a repercussão do mundial fortaleça o esporte.

Publicidade

De acordo com Brigitte Enriques, que é ex-jogadora, a Copa do Mundo Feminina foi um sucesso sem precedentes. A começar pela presença do público nos estádios, em número bem acima do esperado. Ela conta que o desafio de encher as arenas era uma preocupação da comissão organizadora.

“Sabíamos que haveria mais de um bilhão de telespectadores, mas ainda tínhamos o desafio de encher os estádios. Eram 52 jogos, um mês inteiro de competição, não seria nada fácil”, confessa. "Mas foi uma grande satisfação, pois a taxa de lotação dos estádios chegou a 74%, com uma media de mais de 20 mil espectadores por jogo”, afirma.

Além de estádios lotados, os organizadores festejam o surgimento de um público novo e da presença de famílias nas arquibancadas.

“Isso é fruto das políticas tarifárias que permitiram à famílias inteiras virem por € 50 para ver um jogo. É um novo público, com mais de 40% de mulheres e muitas crianças também”, diz Enriques. “É um trunfo muito grande, pois os investidores esperavam identificar qual era o público do futebol feminino”, completa.

O enorme interesse pelos times femininos foi traduzido por uma grande audiência não só na França, mas também no exterior. Uma surpresa vertiginosa, segundo a vice-presidente da Federação Francesa de Futebol.

“Tínhamos uma visão nacional, mas não esperávamos que seria assim nos outros países também. Porém, os resultados ultrapassaram todas as nossas expectativas”, admite.

Brasil X França

Ao avaliar os melhores momentos da competição em termos de público, os organizadores citam o jogo entre as jogadoras brasileiras e as francesas, no Stade Oceáne, em Le Havre. O duelo válido pelas oitavas de final terminou com um empate em 1 a 1 no tempo normal. Já na prorrogação, a equipe francesa chegou ao segundo gol.

“Houve 30 milhões de telespectadores no jogo do Brasil contra a França. Isso considerando que, ao mesmo tempo, havia o jogo do Brasil contra o Peru, pela Copa América. Mas foi a partida das mulheres que fez mais sucesso”, recorda Brigitte Enriques.

Outra prova do sucesso do futebol feminino são os números registrados na Itália. “Tivemos 7 milhões de espectadores na Itália. Esse é um número surpreendente se pensarmos que, há um ano, os clubes profissionais do país tiveram que ser obrigados a manter uma seção feminina, pois essa modalidade não tinha muito sucesso por lá”, observa Henriques.

A vice-presidente da Federação Francesa de Futebol faz ainda outra comparação para comprovar os bons resultados do torneio.

“A cereja do bolo foram os 11,7 milhões de telespectadores da semifinal Inglaterra e Estados Unidos, o que ultrapassa a final da Liga dos Campeões, de 11,3 milhões, mesmo com a presença de dois clubes ingleses em campo”, compara.

Mais equipes de qualidade

Se nos últimos anos havia entre os franceses a impressão de que poucas equipes dominavam a Copa do Mundo de Futebol Feminino, tendo sempre os Estados Unidos entre as favoritas, essa última edição mostrou que existem muitos times com um bom nível de jogo.

As americanas conquistaram o quarto título mundial ao derrotar a Holanda por 2 a 0, em Lyon. Contudo, segundo a avaliação dos organizadores, a qualidade técnica das equipes cresceu.

“Essa é uma das explicações do sucesso dessa Copa do Mundo, a melhora no nível tático das jogadoras, com partidas bastante disputadas. Tivemos efetivamente um 13 a 0 entre os Estados Unidos e a Tailândia mas, de maneira geral, eram jogos equilibrados. Tivemos um espetáculo incrível e com muitos gols”, argumenta. “A gente espera que após essa Copa do Mundo surjam novos talentos e mais parceiros como patrocinadores”, conclui.

Com informações de Laura Martel.

 

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.