Acessar o conteúdo principal
França/enchentes

Enchentes na França deixam pelo menos três mortos

Trabalhadores verificam uma casa depois de uma tempestade em Pont de Crau, perto de Arles, em 15 de outubro de 2019.
Trabalhadores verificam uma casa depois de uma tempestade em Pont de Crau, perto de Arles, em 15 de outubro de 2019. GERARD JULIEN / AFP

Três pessoas morreram vítimas das chuvas que atingiram o sul da França nos últimos dias, provocando diversas enchentes. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (24) pelo ministro do Interior, Christophe Castaner. O mau tempo atingiu simultaneamente oito regiões francesas, segundo o governo.

Publicidade

Entre as vítimas está uma mulher idosa, que foi hospitalizada na UTI depois de ter sido encontrada desmaiada no meio de um vinhedo. Em visita à cidade de Béziers, no sudoeste do país, a ministra dos Transportes, Elisabeth Borne, disse “que número de vítimas fatais poderia ter sido ainda mais alto”.

Cerca de 2.000 bombeiros e agentes da Defesa Civil foram mobilizados em 1.773 intervenções, segundo o ministro do Interior. Segundo ele, as chuvas causaram fortes estragos e o governo vai acelerar o procedimento para reconhecer o estado de catástrofe natural em várias cidades. Isso permite que suas vítimas sejam indenizadas pelas suas seguradoras.

Nesta quinta-feira (24), cerca de 400 casas ainda continuavam sem eletricidade na região. Várias ferrovias foram afetadas e a circulação dos trens entre as cidades de Montpellier, Toulouse e Espanha foi interrompida até o dia 4 de novembro.

Alerta continua na Córsega

De acordo com as previsões meteorológicas, o alerta “chuva” e “enchente” continuará ativado apenas em parte da Córsega. Até sexta-feira, são esperados de 80 a 120mm de chuvas. Nas outras regiões, em princípio, o fenômeno deve perder força. No ano passado, em outubro,14 pessoas morreram nas enchentes provocadas pela cheia do rio Tarn, no sul da França. A catástrofe provocou prejuízos de mais de € 200 milhões.

Em junho de 2018, 24 regiões francesas também foram colocadas em estado de alerta por conta das fortes chuvas.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.