Acessar o conteúdo principal
Linha Direta

Japão quer montar banco de dados com DNA para identificar vítimas de terremoto

Áudio 05:10
Familiares fazem uma homenagem as vítimas de uma escola primária destruída durante o terremoto do 11 de março em Ishinomaki, no Japão..
Familiares fazem uma homenagem as vítimas de uma escola primária destruída durante o terremoto do 11 de março em Ishinomaki, no Japão.. Reuters

As autoridades japonesas anunciaram que vão montar um banco de dados de DNA para facilitar a identificação das vítimas do terremoto, seguido de tsunami, do último dia 11 de março. As estimativas são de cerca de 28 mil vítimas, entre mortos e desaparecidos. Apesar disso, o governo japonês negou permissão para a ONG ambientalista Greenpeace para conduzir testes abrangentes de radiação em águas próximas à central de Fukushima, como nos conta o correspondente Ricardo Souza, direto de Tóquio.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.