Acessar o conteúdo principal
Fato em Foco

Para representante da OEA, Brasil ainda tem papel fundamental no Haiti

Áudio 05:13
A presidente brasileira Dilma Rousseff visita o Haiti pela primeira vez.
A presidente brasileira Dilma Rousseff visita o Haiti pela primeira vez. Roberto Stuckert Filho/PR

Depois de passar por Cuba, a presidente brasileira Dilma Rousseff desembarca no Haiti em sua primeira viagem ao país. Durante sua passagem de apenas um dia, a líder se encontra com o presidente haitiano Michel Martelly e discute acordos bilaterais ligados à reconstrução do país. Para o doutor em relações internacionais Ricardo Seitenfus, a viagem será a ocasião de fazer um balanço da presença brasileira no Haiti desde que o Brasil assumiu, em 2004, a liderança da MINUSTAH, a missão de estabilidade das Nações Unidas no país. Seitenfus foi representante especial da Organização dos Estados Americanos (OEA) no Haiti durante quase três anos, antes de ter sido transferido para a Nicarágua após ter criticado a ação da ONU no Haiti. Para ele, o Brasil ainda tem um papel importante na reconstrução haitiana.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.