Acessar o conteúdo principal
Afeganistão

Talibãs fazem série de ataques simultâneos em Cabul

Policial afegão em combate contra rebeldes talibãs que realizaram uma série de ataques em Cabul.
Policial afegão em combate contra rebeldes talibãs que realizaram uma série de ataques em Cabul. REUTERS/Omar Sobhan

Os talibãs realizaram neste domingo três atentados simultâneos no centro da capital afegã Cabul. Os ataques tinham como alvos o Parlamento e o bairro das embaixadas. Outros três atentados suicidas atingiram prédios do governo e o aeroporto de Jalalabad, no leste do país, que serve como base militar da Otan, deixando vários feridos.

Publicidade

O domingo no Afeganistão foi marcado pelo pânico com a série de atentatos perpetrados pelos talibãs. No ataque ao Parlamento, houve troca de tiros entre a polícia e rebeldes armados com explosivos, mas eles não conseguiram ocupar o local. Já o hotel Kabul Star, que é situado perto do palácio presidencial e dos escritórios das Nações Unidas, foi invadido por um grupo armado e parte do prédio foi incendiada, segundo testemunhas.

Os talibãs afegãos, que assumiram a autoria da série de atentados que atingiram a capital Cabul e as cidades de Paktia e Logar, disseram que esse é apenas o começo da vasta ofensiva que eles pretendem lançar. Recentemente, eles já haviam anunciado o fim da trégua. Um dos porta-vozes do movimento declarou que as embaixadas do Reino Unido, da Alemanha e as instalações da Otan são os alvos prioritários. Os funcionários da embaixada dos Estados Unidos estão em alerta máximo.

Os ataques deste domingo acontecem pouco depois de o governo de Cabul anunciar a morte de cerca de 100 rebeldes talibãs em uma operação que contou com o apoio das forças da Otan. A ação do governo foi realizada principalmente no sudeste, uma das zonas mais violentas do Afeganistão.

Nos últimos anos, os talibãs têm realizado ataques cada vez mais ousados. Em setembro do ano passado, um grande ataque visou a embaixada americana e uma base militar da Otan. Os combates duraram 19 horas e deixaram 14 mortos. As força internacional da Otan e os Estados Unidos iniciaram um processo de retirada das tropas do Afeganistão que deve terminar em 2014. Atualmente, porém, ainda há 130 mil soldados, sobretudo norte-americanos, em atuação no país.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.