Acessar o conteúdo principal
Linha Direta

Justiça da Noruega deve decidir se Breivik é doente mental

Áudio 04:17
Anders Breivik provoca o público ao fazer uma saudação nazista na abertura do julgamento em Oslo.
Anders Breivik provoca o público ao fazer uma saudação nazista na abertura do julgamento em Oslo. REUTERS/Heiko Junge/Pool

O mundo todo está com os olhos voltados para a capital norueguesa Oslo, onde começou o julgamento do criminoso Anders Behring Breivik, que em julho do ano passado massacrou friamente 77 pessoas em Oslo e na ilha de Utoya, a maioria adolescentes. Para a nossa correspondente em Oslo, Cilene Bonfim, Anders Breivik, incomodado com uma Noruega cada vez mais multirracial, planejou o atentado à sede do governo da Noruega e o massacre na ilha de Utoya.O julgamento de Anders Breivik Behring começou hoje, nove meses depois dos ataques e vai durar dez semanas. São dezenas de advogados de acusação, quatro advogados de defesa, dois promotores, que ficaram bastante emocionados na hora de citar os nomes das vítimas e detalhar como elas foram mortas. Cinco juízes vão decidir se Anders Breivik pode ou não ser responsabilizado pelos seus crimes.Anders Breivik chegou ao tribunal algemado, com um enorme esquema de segurança, e depois de suas algemas serem retiradas, fez o tradicional cumprimento da extrema-direita europeia, além de não reconhecer a autoridade do tribunal norueguês. Somente o depoimento do réu vai durar cinco dias.A correspondente Cilene Bonfim lembra que o grande desafio do tribunal será decidir se Breivik é, ou não, responsável pelos seus atos. Se for o caso, ele pode ser condenado a 23 anos de prisão. Se for considerado louco, ficará recluso até o fim da vida em uma unidade especial.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.