Acessar o conteúdo principal
Linha Direta

Hollande vai a Roma buscar apoio de Mario Monti

Áudio 03:48
O premiê italiano Mario Monti e o presidente francês François Hollande, em Bruxelas, no mês de maio.
O premiê italiano Mario Monti e o presidente francês François Hollande, em Bruxelas, no mês de maio. REUTERS/Michel Euler/Pool

Enquanto a Itália se esforça para acalmar os temores do mercado, perturbados pela crise da dívida europeia, o presidente da França, François Hollande, viaja nesta quinta-feira a Roma para negociações preliminares antes da cúpula de 22 de junho, da qual participarão França, Itália, Alemanha e Espanha, e do encontro dos chefes de Estado e de Governo da União Europeia em 28 e 29 de junho, em Bruxelas.Crescimento e gestão da dívida devem centralizar a discussão entre os dois dirigentes.  A correspondente em Roma, Gina Marques, analisa que a Europa está tentando encontrar um eixo depois do forte abalo sofrido pela crise da Grécia. Os europeus temem que um efeito dominó dos mercados derrube diversos países vulneráveis pela grande dívida pública como a Espanha e a Itália e, consequentemente, toda a zona do euro.Encontrar o eixo significa um equilíbrio entre duas principais posições: o rigor alemão, representado pelo principio de austeridade da chanceler Angela Merkel e a politica social francesa de crescimento proposta pelo novo presidente socialista François Hollande. Monti representa o meio da balança entre as duas posições.  

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.