Acessar o conteúdo principal
Fato em Foco

Documentário belga sobre assédio sexual abre polêmica na França

Áudio 05:01
Cena do do documentário "Femmes de la Rue", de Sophie Peeters, em que homem trata mulher de "salope" (vadia). .
Cena do do documentário "Femmes de la Rue", de Sophie Peeters, em que homem trata mulher de "salope" (vadia). . Reprodução/Youtube

Se você pensa que é a Europa é um modelo de respeito às mulheres, talvez mude de ideia ao assistir o documentário Femmes de la Rue. O filme relata o cotidiano de ofensas sexuais e propostas nada cavalheiras de homens para a jovem cinasta Sofie Peeters, em Bruxelas. Cansada de ouvir em silêncio o assédio verbal dos nas ruas, Sofie decidiu gravar o seu dia a dia com uma câmera escondida. O documentário mostra que um simples passeio pode se tornar um pesadelo para uma mulher sozinha.

Publicidade

A divulgação da obra levantou a polêmica também na vizinha França, onde milhares de mulheres recorreram à rede social Twitter para relatar suas próprias experiências. O assunto causou ainda mais revolta porque há poucas semanas, a França acompanhou chocada a reação de um grupo de deputados quando a ministra Cécile Duflot apareceu de vestido na Assembleia Nacional: muitos parlamentares começaram a vaiar a jovem ministra, julgando suas vestimentas inadequadas.

Se até no Parlamento as roupas femininas podem evocar comportamentos machistas, nas ruas a situação não é diferente. Ouça na reportagem os depoimentos da assessora de comunicação goiana Denise Rodrigues, a gerente de vendas alemã Stefanie Wiesneth, a gerente de marketing italiana Rosamaria Boselli e a engenheira cearense Fernanda Bollinger. Também confira o comentário da presidente da associação feminista Ni Putes Ni Soumises, Asma Guénifi Tougne.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.