Acessar o conteúdo principal
Meio Ambiente

Com escassez de petróleo, carvão será principal fonte energética em 10 anos

Áudio 04:04
Mina de carvão.
Mina de carvão. REUTERS/Sergei Karpukhin

A Agência Internacional de Energia deu um alerta preocupante nesta semana: a tendência mundial é de que, nos próximos 10 anos, o carvão vai ocupar o lugar do petróleo no posto de principal fonte de energia. O carvão, que é a energia mais poluidora entre todas, está sendo a aposta de dois grandes países emergentes, a India e a China, que daqui a cinco anos já será responsável por 46% do aumento do consumo desta fonte fóssil.

Publicidade

A AIE avalia que, em 2017, da forma como as coisas evoluem, o consumo de carvão será equivalente ao do petróleo, e em seguida superá-lo. Especialistas explicam que essa inversão ocorrerá porque as reservas do óleo estarão cada vez mais escassas, e ao invés de recorrerem às energias renováveis, os países vão preferir o carvão, mais barato.

O ex-ministro José Goldemberg, físico membro da Academia Brasileira de Ciências, não está pessimista em relação às conclusões da agência e aposta no desenvolvimento de novas tecnologias específicas para o carvão.

Enquanto os Estados Unidos promovem a sua revolução do gás de xisto e exporta seu carvão para a Europa, o Brasil deve se manter afastado do carvão, na opinião de Emílio La Rovere, do Programa de Planejamento Energético da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.