Acessar o conteúdo principal
Meio Ambiente

Dados preliminares indicam aumento do desmatamento na Amazônia

Áudio 04:01
2012 havia sido o ano com menor desmatamento na Amazônia.
2012 havia sido o ano com menor desmatamento na Amazônia. Flickr

O desmatamento na Amazônia pode ter voltado a subir depois vários anos de quedas. Dados preliminares divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais mostram o aumento de 26,8% das terras desmatadas de 1º de agosto de 2012 e 28 de fevereiro de 2013. Entre causas para este regresso, os ambientalistas evocam a aprovação do código florestal e alto preço das matérias-primas nos mercados agrícolas.

Publicidade

A área desmatada no período, de 1.695 quilômetros quadrados, equivale a mais do que a cidade de São Paulo. Uma notícia triste, depois de 2012 ter sido o menor índice histórico de destruição das florestas.

Para Heron Martins, pesquisador do Instituto do Homem e do Meio Ambiente da Amazônia, aos dados não são uma surpresa: o Imazon já havia constatado a alta do desmatamento. Ele detalha quais as regiões mais problemáticas.

Márcio Astrini, coordenador da campanha Amazônia da ONG Greenpeace, acha que o governo tem responsabilidade na elevação do desflorestamento.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.