Acessar o conteúdo principal
Destroços/11 de setembro

Parte de avião que se chocou contra torres gêmeas é encontrado em Nova York

Policial bloqueia a entrada do prédio em Manhattan onde uma possível parte de um dos aviões que se chocou contra o World Trade Center em 2001 foi encontrada neste sábado, dia 27 de abril.
Policial bloqueia a entrada do prédio em Manhattan onde uma possível parte de um dos aviões que se chocou contra o World Trade Center em 2001 foi encontrada neste sábado, dia 27 de abril. REUTERS/Lucas Jackson

A polícia de Nova York anunciou neste sábado, dia 27 de abril, ter encontrado um pedaço de um dos aviões que se chocou contra o World Trade Center em 11 de setembro de 2001. Uma parte do trem de pouso de um Boeing foi descoberto trancado entre dois imóveis da região de Lower Manhattan, na região do atentado contra as torres gêmeas. Os policiais informaram que a peça conta com um número de identificação.

Publicidade

O espaço entre os dois imóveis é extremamente estreito, o que pode explicar o porquê desta parte do avião ter ficado escondida durante quase 12 anos. A peça foi descoberta por acaso na parte de trás do imóvel Park Place, em um bairro financeiro de Manhattan, após o pedido de inspeção do dono do imóvel, que acreditava ser apenas destroços de um veículo.

A peça tem 1,5 metro de altura e 90 centímetros de largura. De acordo com o porta-voz da polícia de Nova York, Paul Browne, o pedaço do avião conta com “um número de identificação claramente visível”.

A polícia delimitou a área e examina a região em busca de restos mortais dos passageiros. A decisão de escavar o local não está descartada, informaram as autoridades.

Mais de 2.700 pessoas foram mortas no atentado de 11 de setembro de 2001, quando dois aviões comerciais se chocaram contra as torres gêmeas do World Trade Center sob comando da organização terrorista Al-Qaeda. Os restos mortais de 1.122 vítimas nunca foram encontrados.

 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.