Acessar o conteúdo principal
Reportagem

Problema na Capadócia é excesso de balões, diz piloto brasileiro

Áudio 06:36
Foto da região da Capadócia sobrevoada por balões com turistas.
Foto da região da Capadócia sobrevoada por balões com turistas. meusroteirosdeviagem.com

Nesta segunda-feira, ao nascer do dia, um choque entre dois balões de ar quente na Capadócia, na Turquia, fez vítimas fatais brasileiras e feridos de várias nacionalidades. Conhecida por suas paisagens maravilhosas, a região viu o mercado de balões florescer nos últimos dez anos, passando de seis empresas para vinte atualmente, com 120 balões levando turistas do mundo todo para passeios de uma hora e meia de duração, em média.O drama levanta a questão da segurança desse tipo de lazer, classificado como turismo de aventura.Para o experiente piloto de balão de ar quente, Jairo Fogaça, o problema na Capadócia é o excesso de balões.Sob influência da novela "Salve, Jorge!", que mostrava paisagens paradisíacas da Capadócia, cresceu de forma relevante o interesse dos turistas brasileiros em conhecer a região e fazer os famosos passeios de balão. Neste programa, o blogueiro de Florianópolis Diego Minotto  e a carioca Lea de Mello Ferreira, contam suas experiências e concordam que não sentiram medo e voltariam a voar de novo.Este não é o primeiro acidente do gênero em 2013. Há dois meses, um balão que sobrevoava Luxor, no Egito, pegou fogo e caiu, matando 19 turistas. 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.