Acessar o conteúdo principal

Crise aumenta oferta de imóveis novos na França, mas preços não caem

AFP PHOTO / JACQUES DEMARTHON

A paralisia do mercado imobiliário na França devido à crise, os investimentos milionários da Rússia e do Catar no futebol francês e o dia-a-dia dos moradores de Damasco em plena guerra civil na Síria são alguns dos destaques dos jornais que circulam nesta quarta-feira, 29 de maio.

Publicidade

Por causa da crise, cerca de 100 mil imóveis vazios na França não encontram compradores, informa a manchete do Les Echos. O estoque nunca esteve tão alto quando comparado à situação de 2008. Na época, a falência do banco Lehman Brothers nos Estados Unidos provocou uma paralisia geral no mercado. Apesar dessa oferta excepcional de imóveis à venda, 98.300 segundo o Ministério da Habitação, os preços não baixam. Um exemplo, segundo o Les Echos, é o valor do metro quadrado em Paris, que custa em média, 8.260 euros, o equivalente a 22 mil reais.

Futebol

O Aujourd'hui en France dedica sua manchete e uma extensa reportagem para dar mais detalhes sobre os investimentos milionários de empresários do Catar e da Rússia no futebol francês. Depois da compra do Paris Saint Germain por um fundo de investimentos do Catar, desta vez um oligarca russo, Dimitri Rybolovlev, assumiu a presidência do Mônaco.

O time do Principado volta à primeira divisão com toda a força e já gastou 130 milhões de euros com contratações de peso para formar um super time. Para o jornal, o dinheiro desses milionários deixa o futebol francês em pânico e com essas duas potências em campo e fora delas, praticamente acaba o suspense do campeonato.

O Aujourd'hui en France questiona se não vai haver um desequilíbrio grande demais entre o PSG e Mônaco e os outros times com bem menos dinheiro e talentos.

Educação

O conservador Le Figaro dedica sua manchete a um relatório apresentado pelo principal sindicato de professores do ensino fundamental. No documento de 192 páginas, são abordados temas que discutem a questão de gênero nas escolas. Essa teoria, explica o jornal, defende que as diferenças entre homens e mulheres não são apenas biológicas, mas também derivadas da visão construída pela sociedade.

O objetivo do relatório é oferecer uma base teórica para os professores abordarem temas relacionados à igualdade entre os dois sexos e a homosexualidade. O Le Figaro ouviu vários especialistas e indica que o assunto é delicado e pode trazer riscos para o ministro da Educação, Vincent Peillon.

Síria

O La Croix enviou um repórter a Damasco, que relata o cotidiano dos moradores da capital em plena guerra civil. A vida na cidade é mais forte que o cansaço e a angústia, escreve o jornal católico. A população quer uma saída rápida para o conflito, mas não tem muitas esperanças.

Apesar da violência muito presente, os moradores de Damasco evitam conversar sobre a guerra, constata o enviado especial do La Croix. E fora das áreas dos combates, o que se vê é uma solidariedade e uma hospitalidade em relação às famílias que fogem do conflito, escreve o jornal.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.