Acessar o conteúdo principal
Saúde

Remédio para baixar colesterol pode aumentar risco de diabetes, diz estudo

Áudio 06:25
Um novo estudo confirma a relação entre o uso de estatinas e um maior risco de desenvolver diabetes.
Um novo estudo confirma a relação entre o uso de estatinas e um maior risco de desenvolver diabetes. D.R.

O tratamento com estatinas potentes, especialmente a atorvastatina e a simvastatina − vendidas com os nomes comerciais de Lipitor e Zocor ou sob a forma de genéricos − pode aumentar o risco de pacientes idosos desenvolverem diabetes, segundo um estudo publicado recentemente por uma equipe canadense.

Publicidade

Utilizadas para reduzir as taxas de colesterol no sangue, as estatinas se tornaram na última década um dos tipos de remédios mais prescritos no mundo, com um mercado global avaliado em 20 bilhões de dólares por ano. Ultimamente seu uso indiscriminado tem sido criticado devido a efeitos colaterais sérios.

Outras pesquisas já haviam colocado em evidência a relação entre o uso de estatinas e o diabetes. Mas o estudo populacional feito no Canadá indica que isso varia segundo o tipo de estatina utilizado e pode chegar a um aumento de 22% no risco de desenvolver a doença.

Para saber mais conversamos com a coordenadora do estudo, Aleesa Carter, doutora em farmácia do Hospital Geral de Toronto, e com o médico Carlos Magalhães, da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.