Acessar o conteúdo principal
França/Crise

Número de sem-teto na França aumenta 50% nos últimos doze anos

Número de desabrigados aumenta em 50% nos últimos doze anos. Hoje, 140 mil pessoas que vivem na França não têm onde morar.
Número de desabrigados aumenta em 50% nos últimos doze anos. Hoje, 140 mil pessoas que vivem na França não têm onde morar. AFP/Thomas Coex

População adulta que não tem moradia fixa chega a 80 mil pessoas, segundo estudo oficial, enquanto crianças somam 30 mil. Os sem-teto de origem estrangeira são maioria. Proporção de mulheres também aumenta em relação aos números de 2001.

Publicidade

O Instituto Nacional de Estatística e de Estudos Econômicos (Insee) da França divulgou nesta terça-feira um estudo que mostra o aumento da população sem-teto no país. Hoje, mais de 80 mil adultos não têm domicílio fixo, um aumento de quase 50% em comparação com os números de 2001. O estudo analisou cidades com mais de 20 mil habitantes. Eles estavam acompanhados de 30 mil crianças. Esses dados, somados aos números de sem-teto em áreas rurais e em processo de concessão de asilo, chegam a 145 mil os sem-teto.

A maior parte dessa população é de origem estrangeira. Em 2001, eles somavam 38%, sendo que agora chegam a 53%. Desse total, 19% não fala francês. A proporção de mulheres chega a 40%. Elas se beneficiam de condições de abrigo em albergues estatais melhores que os homens ou estrangeiros. A proporção de mulheres diminui de acordo com a faixa etária: 48% entre jovens de até 29 anos, 31% entre os que têm mais de 50 anos.

Um dado curioso revelado é o fato de que um quarto dos sem-teto trabalham - seja fazendo "bicos" ou trabalhando regularmente. Outros 47% são desempregados e 28% inativos.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.