Acessar o conteúdo principal
Nelson Mandela

Saúde de Mandela continua em estado crítico, mas ex-presidente resiste

Nelson Mandela, herói da luta contra a segregação racial na África do Sul.
Nelson Mandela, herói da luta contra a segregação racial na África do Sul. Reuters

O estado de saúde do ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, 95 anos, hospitalizado há dois meses, é às vezes “precário”, mas prova ser de “grande resistência”. A informação foi divulgada neste sábado pela presidência do país.

Publicidade

O comunicado diz que, apesar das instabilidades, o estado de saúde do herói da luta contra o apartheid “tende a se estabilizar após as intervenções médicas”. O gabinete do presidente Jacob Zuma acrescenta que “os médicos continuam trabalhando por um restabelecimento e melhora de seu estado de saúde”, de maneira que isso não cause sofrimento a Mandela.

O primeiro presidente negro da África do Sul foi internado no último dia 8 de junho com uma infecção pulmonar. No comunicado anterior, de 11 de agosto, a presidência indicou que Mandela fazia “progressos lentos, mas regulares”, e que seu estado geral continua “critico”.

Zindzi, uma das filhas mais novas do ex-presidente, declarou no último dia 9 de agosto que o pai estava “cada dia mais alerta, mais receptivo”, além de ser capaz de se sentar alguns minutos por dia.

O presidente Zuma, teoricamente a única pessoa habilitada a informar sobre o estado de saúde de seu predecessor, fez um novo apelo aos sul-africanos para que continuem a rezar por Mandela e mantê-lo sempre em seus pensamentos.
 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.