Acessar o conteúdo principal
Linha Direta

Desafio de Roberto Azevêdo é dar credibilidade à OMC

Áudio 05:58

O embaixador Roberto Azevêdo, que assumiu em 1° de setembro a direção-geral da Organização Mundial do Comércio, apresenta nesta segunda-feira, em Genebra, seu plano de ação para recuperar a credibilidade da instituição.

Publicidade

O correspondente da RFI na Suíça, Jamil Chade, explica que não é apenas a OMC que está em crise, mas todo um sistema multilateral.

Jamil lembra que, em 2001, a instituição lançou a Rodada Doha para liberalizar o comércio mundial e, desde então, a iniciativa está bloqueada e vive um impasse: os grandes países não se entendem nem no plano comercial nem no plano das novas regras de investimentos e fluxos de capitais no mundo. E é esse desentendimento que deixa a organização em crise, reflete o jornalista.

O grande desafio de Azevêdo será encontrar consensos entre os países para concluir a Rodada Doha e provar que a OMC é necessária no cenário internacional.
 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.