Acessar o conteúdo principal
Itália/Costa Concordia

Operação consegue reerguer navio Costa Condordia

O Costa Concordia está de novo na vertical à margem da ilha de Giglio, na Itália.
O Costa Concordia está de novo na vertical à margem da ilha de Giglio, na Itália. REUTERS/Tony Gentile

Após 19 horas de manobras, o Costa Concordia está de novo na vertical à margem da ilha de Giglio, na Itália, onde naufragou há 20 meses. Mas a remoção do navio ainda pode ser demorada.

Publicidade

Às 4 horas da manhã, centenas de pessoas vibraram ao ouvir as sirenes do Costa Concordia soarem. Era o sinal do sucesso da megaoperação que levou de volta à posição vertical as 114 mil toneladas do luxuoso navio.

Assim que as condições de segurança permitirem, os especialistas vão trabalhar na próxima etapa: as buscas de dois corpos que ainda estão desaparecidos - o de uma passageira italiana e de um camareiro indiano. Os familiares dessas duas vítimas devem chegar à ilha de Giglio nesta terça-feira.

Na sequência, está previsto o conserto do navio que está bastante danificado, segundo os técnicos. Depois começam os preparativos para fazer o Costa Concordia flutuar novamente, o que pode levar semanas ou até meses. Mas os engenheiros estão otimistas.

Nick Sloane, especialista naval sul-africano e um dos responsáveis pela operação declarou: "Se o Costa Condordia está suficientemente forte para ficar na vertical, poderá flutuar novamente”, afirmou. Ele também disse estar "aliviado" com o sucesso dessa primeira etapa. "Nunca se viu uma operação dessa dimensão. Isso nunca foi feito".

Se tudo sair como previsto, o transatlântico será rebocadao para um porto onde será desmantelado até meados de 2014, de acordo com o calendário.  A imprensa italiana especula que o Costa Concordia poderá ser levado para Piombino- o porto mais próximo- Napóles ou Palermo.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.