Acessar o conteúdo principal
México/Espionagem

México vai convocar embaixador dos EUA por espionagem de ex-presidente Calderón

O ex-presidente do México, Felipe Calderón, foi espionado pela  Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos.
O ex-presidente do México, Felipe Calderón, foi espionado pela Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos.

Depois do Brasil e da França, foi a vez do ministro mexicano das Relações Exteriores, José Antonio Meade, anunciar hoje que vai convocar o embaixador dos Estados Unidos em seu país, Anthony Wayne, depois das revelações de espionagem pelos americanos dos emails do ex-presidente Felipe Calderón. O anuncio foi feito em Genebra, durante uma coletiva de imprensa do chanceler.

Publicidade

O atual presidente do México, Enrique Peña Neto, recebeu em 5 de setembro a promessa de Barack Obama de que faria uma investigação sobre o fato dele ter sido espionado quando era candidato, em 2012.

Mas as revelações da revista semanal alemã Der Spiegel apressaram os fatos. A revista informou na edição de domingo que  Agência Nacional de Segurança (NSA) americana havia espionado as mensagens eletrônicas do ex-presidente mexicano Felipe Calderón a partir de maio de 2010, além de ter espionado durante anos o próprio governo mexicano.

Diante destes novos elementos, e depois de uma resposta americana insuficiente, o México exige que seja aberta a investigação prometida pelo presidente Obama para que estas novas informações sejam incluídas.

A revista citou um documento secreto publicado por Edward Snowden, ex-agente da Agência, acusado de espionagem nos Estados Unidos e refugiado atualmente na Rússia.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.