Acessar o conteúdo principal
Egito/estado de emergência

Egito anuncia fim de estado de emergência e toque de recolher

O estado de emergência e o toque de recolher noturno no Egito serão suspensos na quinta-feira após três meses em vigor.
O estado de emergência e o toque de recolher noturno no Egito serão suspensos na quinta-feira após três meses em vigor. REUTERS/Mohamed Abd El-Ghany

O governo do Egito suspenderá nesta quinta-feira o estado de emergência e um toque de recolher noturno que estavam em vigor há três meses no país, anunciados para conter uma onda de violência após a queda do ex-presidente Mohamed Morsi.

Publicidade

Hugo Bachega, do Cairo, para a Rádio França Internacional

O estado de emergência dava às autoridades o poder de prender cidadãos e de realizar buscas sem mandados. Centenas de integrantes da Irmandade Muçulmana foram detidos nos últimos meses, inclusive os principais líderes do grupo.

O estado de emergência e o toque de recolher foram anunciados pelo governo interino após a ação das forças de segurança contra manifestantes partidários de Morsi que deixou centenas de mortos em agosto.

O governo do Egito analisa agora um projeto de lei que tornará mais rígidas as regras para manifestações. A proposta exige que organizadores notifiquem a polícia com antecedência qualquer protesto que reúna mais de 10 pessoas. Grupos de direitos humanos alegam que o projeto servirá para proibir qualquer manifestação pública.

Egípcios devem retornar às urnas nos próximos meses para referendar a Constituição do país, que está sendo revisada por um comitê nomeado pelo governo interino.
No ano que vem, o novo parlamento e presidente deverão ser eleitos e a expectativa é que o novo governo seja empossado até o final do primeiro semestre de 2014.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.