Acessar o conteúdo principal
Linha Direta

Prisões suecas são fechadas por falta de detentos

Áudio 05:24
O governo sueco decidiu fechar algumas prisões porque o número de prisioneiros vem diminuindo.
O governo sueco decidiu fechar algumas prisões porque o número de prisioneiros vem diminuindo. france 24

O anúncio do fechamento de quatro penitenciárias suecas por falta de detentos gerou um debate na imprensa internacional. Enquanto países como o Brasil e quase a metade das nações europeias enfrentam o problema da superpopulação carcerária, na Suécia o número de presos vem apresentando há dois anos queda significativa.

Publicidade

O número de presos no país já vinha caindo cerca de 1% ao ano, desde 2004. De dois anos pra cá, essa queda passou a ser bem maior, chegando a 6% ao ano. E a projeção pra 2014 é de que a taxa de encarceramento na Suécia caia outros seis por cento. Por isso, o país decidiu fechar quatro penitenciárias e um centro de detenções esse ano. Duas prisões estão sendo vendidas e duas serão alugadas pra outros órgãos do setor público.

Penas mais brandas

Uma série de fatores contribuiu para essa redução da população carcerária. O primeiro fator citado pelas autoridades foi a robusta política sueca de reintegração de presos à sociedade, que funciona como uma prevenção da reincidência. Além disso, os tribunais suecos também vêm adotando punições mais leves pra crimes relacionados a drogas, seguindo uma determinação que foi adotada pela Suprema Corte do país em 2011. E um terceiro fator nessa queda é a adoção de penas mais levestambém para pequenos delitos, como pequenos furtos, por exemplo. Mas de um modo geral, o diretor do sistema prisional sueco enfatiza que uma das formas mais eficazes de aumentar a segurança na sociedade, e ao mesmo tempo reduzir a população carcerária, é investir no trabalho de reabilitação dos presos.

Brasil tem a 4ª população carcerária do mundo

A Suécia ocupa o lugar número 112 na lista dos países que têm o maior número de presos. Segundo o Centro Internacional de Estudos Prisionais, sediado na Inglaterra, os países com a maior população carcerária do mundo são os Estados Unidos, a China e a Rússia.

Em quarto lugar vem o Brasil, seguido pela Índia. Na Suécia, que tem nove milhões e meio de habitantes, a população carcerária é de pouco mais de 4,800 prisioneiros, o que representa 51 detentos por cada cem mil habitantes. Já o Brasil tem uma população carcerária de 548 mil pessoas, que representa 274 presos para cada cem mil habitantes.

Clique acima para ouvir o Linha Direta com a correspondente da RFI em Estocolmo, Claudia Wallin.
 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.