Acessar o conteúdo principal
Schumacher/Acidente

Acidente de Schumacher é capa de todos os jornais na Alemanha

O estado de saúde do ex-piloto alemão Michael Schumacher é crítico.
O estado de saúde do ex-piloto alemão Michael Schumacher é crítico. REUTERS/Alessandro Bianchi

Poucas vezes um acidente chamou tanto a atenção dos alemães como o que sofreu o heptacampeão mundial de Fórmula 1, Michael Schumacher. O drama do ex-piloto, que luta pela vida depois de sofrer traumatismo craniano em uma queda violenta ao esquiar nos Alpes franceses, no último domingo, é assunto de capa de todos os jornais do país nesta terça-feira, dia 31 de dezembro.

Publicidade

Marcio Damasceno, correspondente da RFI em Berlim

Portais de notícias na internet oferecem informação em tempo real sobre o estado de saúde do atleta. As últimas novidades são transmitidas ao vivo pela televisão e rádio do hospital francês onde Schumacher está em coma induzido.

Até a chanceler alemã, Angela Merkel se declarou preocupada com Schumacher. Através de seu porta-voz, a líder afirmou que seu governo está "profundamente comovido, como tantos milhões de alemães”. E acrescentou: "Esperamos que Michael Schumacher possa superar as lesões sofridas e desejamos a sua esposa, filhos e família muita força e união nessa hora difícil”.

A prefeita de Kerpen, cidade natal do campeão, também expressou extrema preocupação com o estado do "filho" mais famoso do lugar.

O atual campeão mundial de Fórmula 1, o também alemão Sebastian Vettel disse estar chocado. Outros nomes do esporte do país também se pronunciaram em suas páginas na internet ou nos portais de relacionamento. O ex-tenista Boris Becker e o jogador de basquete Dirk Nowitzki, o jogador da seleção alemã de futebol Lukas Podolski e a tenista Sabine Lisicki. Todos desejam uma recuperação rápida para Schumi, como o ex-piloto é conhecido entre seus fãs.

Coma induzido

Michael Schumacher permanece internado em estado crítico no hospital universitário de Grenoble com grave traumatismo craniano, após o acidente de esqui de domingo nos Alpes franceses. O campeão da Fórmula 1 continua em coma induzido.

Os médicos estão principalmente preocupados com as lesões laterais e o edema cerebral difuso constatados durante os exames. Na queda, Schumacher bateu com o lado direito da cabeça numa pedra, e o impacto foi tão violento que partiu em dois o capacete que o alemão usava.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.