Acessar o conteúdo principal
Linha Direta

EUA registram temperaturas mais baixas das últimas duas décadas

Áudio 03:14
Norte-americanos preparam-se para enfrentar um recorde de frio em Nova Iorque.
Norte-americanos preparam-se para enfrentar um recorde de frio em Nova Iorque. REUTERS/Mike Segar

A onda de frio polar que atinge a costa leste e o centro-oeste dos Estados Unidos deve trazer nesta terça-feira, 7 de janeiro de 2014, as temperaturas mais baixas das últimas duas décadas. As escolas permanecem fechadas, os centros de acolhida para sem-teto estão lotados e o tráfego aéreo perturbado. Em muitos estados, o serviço americano de meteorologia registra temperaturas de 10 a 20 graus mais baixas do que a média para a estação. As temperaturas só devem aumentar a partir de amanhã.

Publicidade

Em Brimson, no estado do Minnesota, a temperatura chegou a – 40, cinco graus mais baixa do que a temperatura registrada no planeta Marte pela sonda Curiosity. Em Chicago a temperatura chegou ontem a - 24 durante o dia, o que provocou o congelamento das reservas de combustível do aeroporto O'Hare, um dos mais movimentados do país. Metade dos voos foram cancelados. Em todo o país, 4.400 voos foram cancelados e 3.500 decolaram com atraso.

Recorde histórico

A onda dez frio pode provocar hoje um recorde histórico em Nova York, com as temperaturas mais baixas nos distritos do Bronx e do Brooklyn. Pela segunda vez desde que tomou posse o prefeito Bill de Blasio pediu à população que só saia às ruas em caso extremo. Além das temperaturas baixas, há ainda o agravante de a cidade ser, na prática, com a exceção do Bronx, um conglomerado de ilhas, exposta ao vento frio, o que faz com que a sensação térmica seja ainda mais radical. Como a cidade sofreu uma tempestade de neve na sexta-feira, a chuva que chega com a frente fria torna as calçadas verdadeiras armadilhas para os pedestres, com poças de água e formação de gelo escorregadio.

Vórtice polar

A onda de frio é causada pelo chamado vórtice polar, um ciclone persistente, de enorme escala, localizado próximo de um dos pólos do planeta, nesse caso o ártico. É ele quem vai trazer as temperaturas mais baixas registradas na Costa Leste e no Meio-Oeste dos EUA em duas décadas.
Localidades como Duluth, em Minnesotta, estão enfrentando temperaturas negativas de 50 graus. Cidades grandes, como Chicago e Minneapolis também vivem uma realidade digna da Era do Gelo. Escolas foram fechadas, logradouros públicos deixaram de funcionar e as autoridades pedem aos cidadãos que liguem imediatamente para o 911 se observarem pessoas com hipotermia nas ruas das cidades americanas.

Previsão para os próximos dias

A expectativa é que o sol volte a brilhar na quarta-feira, com temperaturas ainda baixas, mas não glaciais, e de que o inverno siga duro, mas não assustador a partir de quinta-feira. Hoje é o dia mais frio do ano para os americanos, com a possibilidade de bater recordes em diversas localidades para todo 2014.

Clique acima para ouvir o Linha Direta com o correspondente da RFI em Nova York, Eduardo Graça.
 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.