Acessar o conteúdo principal
Justiça/Schumacher

Justiça diz que estação de esqui não foi culpada no acidente de Schumacher

O ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher sofreu um grave acidente de esqui no final de dezembro do ano passado nos Alpes franceses e segue internado no hospital de Grenoble.
O ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher sofreu um grave acidente de esqui no final de dezembro do ano passado nos Alpes franceses e segue internado no hospital de Grenoble. reprodução vídeo

A Justiça da França excluiu nesta manhã (17) toda a responsabilidade penal da estação de esqui de Méribel, nos Alpes franceses, pelo acidente sofrido pelo ex-piloto de Fórmula 1, Michael Schumacher, no final de dezembro do ano passado. O caso foi arquivado. O ex-piloto segue internado em estado grave no Centro Hospitalar Universitário de Grenoble, no sudeste do país.

Publicidade

O procurador do Ministério Publico francês Patrick Quincy afirmou que o acidente de esqui de Michael Schumacher não foi provocado por nenhuma irregularidade da estação de esqui de Méribel e informou que a Justiça francesa arquivou o caso.

“O acidente aconteceu fora do circuito balizado. A sinalização, a balizagem, e as informações sobre os limites desta pista estão em conformidade com as normas francesas em vigor”, ressaltou Quincy. Ele afirmou também que diversas placas advertiam para o perigo de esquiar no local.

A decisão da Justiça francesa não causou surpresa no país. Em uma coletiva de imprensa no dia 8 de janeiro, o procurador declarou que Schumacher optou “deliberadamente” por esquiar fora do circuito balizado, entre uma pista azul e vermelha, nesta estação que é uma das mais renomadas dos Alpes franceses. Na ocasião, Quincy adiantou que as normas sobre a balizagem foram respeitadas nas pistas de Méribel.

As investigações também descartaram toda a responsabilidade do serviço de locação do material esqui utilizado pelo ex-piloto.

Os resultados da investigação não impedem, no entanto, que a família de Schumacher recorra da decisão. Interrogada pela Agência France Presse, a porta-voz do ex-campeão, Sabine Kehm, declarou que não havia sido informada sobre o arquivamento do caso e não quis comentar o assunto.

Acidente

No dia 29 de dezembro de 2013, Michael Schumacher caiu enquanto esquiava e bateu violentamente com a cabeça em uma pedra. Desde então, ele permanece internado em estado grave no Centro Hospitalar Universitário de Grenoble.

Na semana passada, a família do ex-piloto de Fórmula 1 afirmou que continua a acreditar na recuperação do piloto. Ele segue em fase de saída gradual do coma induzido, informam os médicos.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.