Acessar o conteúdo principal
Reportagem

Documentário sobre Dominguinhos tem estreia mundial em Toulouse

Áudio 05:12
Hermeto Pascoal e Dominguinhos.
Hermeto Pascoal e Dominguinhos. www.facebook.com/dominguinhosmais

“Dominguinhos” foi o destaque brasileiro nesta quinta-feira no festival Cinélatino, que acontece em Toulouse, no sudoeste da França. Dirigido por Joaquim Castro, Eduardo Nazarian e Mariana Aydar, o documentário é uma homenagem ao músico, morto em julho do ano passado, de câncer, aos 72 anos.

Publicidade

A equipe de filmagem acompanhou os seis últimos anos de Dominguinhos, nascido José Domingos de Morais, em Garanhuns, no agreste pernambucano. Uma longa pesquisa de arquivos levou à coleta de 60 horas de material bruto, resgatando entrevistas e aparições do artista na televisão. Não há narração, as falas que ilustram as imagens são depoimentos do próprio sanfoneiro, descoberto por Luiz Gonzaga, já o grande rei do baião.

“Qualquer ideia merece ser respeitada”, disse Dominguinhos quando recebeu a proposta de ser o personagem principal de um documentário, conta a produtora Deborah Osborn. “Mas talvez, na sua humildade e generosidade tão típicas, ele não tivesse ideia da grandeza da homenagem que queríamos prestar”, acrescenta.

A saúde de Dominguinhos foi se deteriorando nos últimos três anos de sua vida, por causa de um câncer de pulmão e consequências do tratamento. Ele chegou a ver o começo de uma primeira versão do filme, mas, emocionado, se recusou a continuar a assistir.

Além do documentário, que traz trechos de encontros com músicos como Gilberto Gil, Djavan, Hermeto Pascoal, Lenine e outros, o músico também é tema de um projeto web batizado de “Dominguinhos mais”. A cada semana, um novo vídeo é disponibilizado, com gravações de Dominguinhos e seus convidados.

A 26ª edição do Cinélatino acontece de 20 a 30 de março.
 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.