Acessar o conteúdo principal
Boko Haram/África

Exército do Chade bombardeia posições do Boko Haram na Nigéria

Tropas chadianas na fronteira entre a Nigéria e Camarões.
Tropas chadianas na fronteira entre a Nigéria e Camarões. AFP PHOTO / ALI KAYA

Dois helicópteros de combate do exército do Chade bombardearam neste domingo (1) a cidade de Gamboru, situada na Nigéria na fronteira com Camarões. Os ataques visaram posições do grupo terrorista Boko Haram. Ontem, a aviação chadiana já havia efetuado outro bombardeio na região.

Publicidade

A África se une na luta contra o grupo terrorista Boko Haram. A aviação do Chade bombardeou hoje a cidade de Gamboru, na Nigéria. A localidade, que fica na fronteira com Camarões, está há vários meses nas mãos dos extremistas islâmicos.

Na operação deste domingo, helicópteros do exército chadiano atacaram durante duas horas as posições do Boko Haram. De acordo com testemunhas, foram ouvidas várias explosões.

Apesar da intensidade dos ataques, os membros do grupo radical ainda não foram expulsos da cidade. Um oficial do exército chadiano, que não quis se identificar, relatou que os terroristas continuam escondidos e colocaram atiradores nos tetos das casas para tentar barrar a entrada dos exércitos do Chade e de Camarões. O objetivo dos ataques aéreos é abrir caminho para que, em breve, tropas terrestres possam ocupar a cidade e expulsar os integrantes do Boko Haram.

No sábado (31), segundo informações do exército do Chade, 123 membros do Boko Haram morreram nos bombardeios aéreos. Do lado do Chade, há 3 mortos e 12 feridos.

ONU defende criação de força internacional contra o Boko Haram

A ofensiva chadiana deste final de semana coincide com declarações do secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon. Ontem, durante a cúpula da União Africana, em Adis Abeba, na Etiópia, Ban Ki-Moon defendeu a criação de uma força multinacional para lutar contra o Boko Haram na África.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.