Acessar o conteúdo principal
Reportagem

Música e economia brasileiras são destaque na Semana da América Latina na França

Áudio 10:20
A semana da América Latina e do Caribe na França conta com uma diversa programação nas áreas da cultura, economia, educação, desenvolvimento sustentável.
A semana da América Latina e do Caribe na França conta com uma diversa programação nas áreas da cultura, economia, educação, desenvolvimento sustentável. Divulgação

Promovida pelo ministério francês das Relações Exteriores e do Desenvolvimento Internacional, começa nesta terça-feira (26) a Semana da América Latina e do Caribe na França. Até o dia 7 de junho, diversos eventos que promovem a cultura latina serão realizados em Paris, Lyon e outras cidades francesas. O Brasil ganhará destaque na programação com shows e debates sobre a economia do país.

Publicidade

O projeto começou a ser realizado em 2011, quando o Senado francês estabeleceu o dia 31 de maio como o dia da América Latina e do Caribe na França. Desde o ano passado, os eventos que marcavam a data passaram a ocupar uma semana inteira. O objetivo é reforçar os laços entre a França e os países latinos trazendo uma vasta programação nas áreas da cultura, economia, educação e desenvolvimento sustentável.

O encarregado da missão no escritório Américas e Caribe, Philippe Bastelica destaca a participação brasileira no programa. "Temos vários eventos importantes que tratam do Brasil, especialmente sobre as áreas da música e da economia. Há, por exemplo, uma mesa redonda que vai debater as questões da zona franca de Manaus", diz.

Bastelica lembra, no entanto, que o objetivo da Semana é tratar do bloco como um todo e não de problemáticas específicas a determinados países. "Muitas das atividades propostas não dizem respeito a um país, mas à América Latina em geral", explica.

Ele cita o colóquio que acontecerá no dia 4 de junho no Senado francês sobre as mudanças climáticas. "É uma temática que não envolve apenas um país, mas a América Latina como um todo", reitera.

O mesmo serve para o evento que acontece no dia 5 de junho, quando a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), com o Banco Interamericano de Desenvolvimento e o Ministério francês das Finanças, realizam um encontro que interessa o conjunto da região. "E, claro, o Brasil estará incluído neste debate", garante.

Democracias latinas

Um outro evento em que a política e a economia brasileira serão debatidas é a mesa redonda "Depois das ditaduras, a democracia", realizada nesta quarta-feira (27) pela Associação Espaces Latinos, no museu des Confluences, em Lyon.

Para um dos participantes do evento, o professor e pesquisador Jean Jacques Kourliandsky, do Instituto de Relações Internacionais e Estratégicas de Paris (Iris), o governo francês se esforça para restabelecer laços com a América Latina, já que nos últimos 15 anos os latinos ficaram esquecidos na França. "A nova equipe, que começou a governar em 2012, considerou que havia um déficit na relação com os países da América Latina e alguns problemas", analisa.

Kourliandsky cita o desentendimento entre a França e a Colômbia com o caso Ingrid Bettancourt. Com o Brasil, ele ressalta o quiproquó, em 2010, devido um acordo sobre o nuclear assinado com a Turquia e o Irã. Ele também lembra do mal entendido com o México, que levou o governo francês a cancelar o ano cultural do país em 2011. Além de outros pequenos problemas que aconteceram com o Uruguai e o Panamá depois do G20 em Cannes. "Ou seja, as poucas relações entre a França e a América Latina apresentavam muitas dificuldades", sublinha.

Promoção da cultura latina

Apesar de não acolher eventos específicos ao país, a Maison du Brésil, na Cidade Universitária de Paris, tem uma variada programação, como os eventos culturais promovidos pela associação e revista El Café Latino.

O editor da publicação, Roman Gomez, acredita que a Semana é uma ótima oportunidade para divulgar a cultura latina na França. "Sobretudo para mostrarmos o que há além dos clichês e apresentar uma cultura que os franceses ainda não conhecem. Somos muitos latinos aqui na França, mas acabamos sempre ficando um pouco escondidos porque somos tranquilos e nunca trazemos problemas ao país", reitera.

A música brasileira não fica de fora. A banda "Agathe Iracema and the Brazilian Music Band" se apresenta nesta noite no museu des Confluences em Lyon. O canal de televisão France Ô também transmite um especial de música brasileira no dia 5 de junho.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.