Acessar o conteúdo principal
Correio dos Ouvintes para o Brasil

Hospedagens insólitas na França no Correio dos Ouvintes

Áudio 11:15

No nosso programa desta semana vamos descobrir diversos tipos de hospedagem que a França oferece aos seus visitantes.

Publicidade

Unindo o útil ao agradável, durante as férias nada melhor do que poder se hospedar em lugares insólitos e mágicos, seja por alguns dias ou apenas por uma noite.

As Cabanas

Há cabanas ecológicas que respeitam o meio ambiente. Construídas de forma a se integrar à natureza, elas não possuem, na sua maioria, nem água nem eletricidade. Os banheiros são secos ou compostáveis (em vez de utilizar água, coloca-se serragem no vaso após o uso).

cabanes-de-france.com

Temos as cabanas flutuantes, que são colocadas no meio de um rio ou de um lago. Para se hospedar é preciso ter mais de 12 anos e saber nadar. Para chegar até elas, usa-se uma passarela de madeira.

Há cabanas em cima de árvores com alturas de 3 a 13 metros. As bagagens são levadas para os bangalôs através de tirolesas. Temos as escadas padrão para as cabanas mais baixas e as escadas de cordas para as cabanas-ninho, onde é obrigatório o uso de mosquetões, polias e capacete.

cabanes-de-france.com

Para quem viaja com muita gente ou entre amigos, fica a opção das cabanas que se comunicam através de pontes de madeira suspensas nas árvores.

Em seguida temos as carroças ciganas, bem coloridas. Esse tipo de hospedagem agrada muito pelo seu lado aconchegante para passar a noite. Elas existem em vários tamanhos e níveis de conforto. 

cabanes-de-france.com

E para aqueles que querem viajar no tempo, não podíamos esquecer os castelos. Com quartos decorados de maneira luxuosa ou simples, eles fazem o hóspede viajar à época medieval ou barroca e alguns têm fama de mal-assombrados. Outra opção são as yurts, estruturas portáteis usadas pelos povos nômades da Ásia Central há cerca de 3.000 anos.

cabanes-de-france.com

Mas, se você acha que falta algo futurista, encare a nova moda da bolha transparente, que é colocada em um espaço verde e onde você fica em total harmonia com a natureza, já que o teto é transparente. São tendas-bolhas com um espaço de 13 metros de diâmetro e com todo conforto. Algumas têm até camas queen-size.

Por fim temos o conceito do bed and breakfast, a famosa "chambre d'hôte", em que o hóspede ocupa um quarto da residência, podendo compartilhar alguns espaços da casa. O café da manhã é incluído na diária e também se pode reservar o jantar. Na maioria das vezes, essas casas são grandes e o hóspede tem como quarto uma suíte.

Como na casa dirigida por um brasileiro, Robson Santana, no sul da França, a  Maison Pradas.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.