Acessar o conteúdo principal

Imprensa francesa se preocupa com o uso de inteligência artificial em armas

Capa do jornal Libération desta quarta-feira, dia 29 de julho de 2015.
Capa do jornal Libération desta quarta-feira, dia 29 de julho de 2015. Reprodução/Libération

Das telas de cinema para o mundo real. Os principais jornais franceses desta quarta-feira (29) ressaltam a preocupação de centenas de cientistas com uma futura guerra entre humanos e robôs. A possibilidade, embora remota, não é descartada. Há décadas a inteligência artificial vem sendo utilizada em materiais bélicos.

Publicidade

Mais de mil cientistas, entre pesquisadores e especialistas em informática, cibernética e novas tecnologias, assinaram nesta terça-feira (28) uma carta aberta alertando para os perigos do uso da inteligência artificial em armas. Eles estão reunidos na Conferência Internacional sobre Inteligência Artificial, que está sendo realizada em Buenos Aires, na Argentina. Entre eles, estão o linguista americano Noam Chomsky, o físico inglês Stephen Hawking, o cofundador da Apple, Steve Wozniak, o designer de inteligência do Google, Demis Hassabis, entre outros.

A imprensa francesa repercute a assinatura desse alerta. O jornal Libération publica em sua manchete de capa: "A Guerra está programada". O diário lembra que o sistema de armas "autônomas", que vem sendo desenvolvido nesses últimos trinta anos, já é utilizado hoje, principalmente como sistemas de defesa. Até o momento, o ser humano está no controle dos mecanismos. No entanto, é uma questão de tempo, "um tempo bem curto", diz o jornal, para que as armas possam elas mesmas selecionar sozinhas seus alvos e atacá-los sem qualquer intervenção humana.

Libé traduziu a carta integral assinada em Buenos Aires. "A inteligência artificial chegou em um estado onde a ativação de sistemas autônomos é possível", destacam os cientistas. Para eles, uma questão chave hoje para a humanidade é saber se é preciso se engajar na corrida contra as armas "autônomas" ou se é necessário pausar a utilização de inteligência artificial em materiais bélicos.

Transformers

O jornal Les Echos brinca, dizendo que uma cena de "Transformers" pode deixar as telas do cinema e virar realidade. Mas ressalta que o assunto é sério. Duas reuniões de especialistas em armas convencionais já foram realizadas na ONU para avaliar os riscos reais do uso de inteligência artificial em armamentos. Segundo o jornal, isso prova que o assunto começa a preocupar as instâncias internacionais.
 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.