Acessar o conteúdo principal
França

Iniciativas da população tentam barrar vitória de Frente Nacional no norte da França

Áudio 04:06
Marine Le Pen, presidente do partido Frente Nacional.
Marine Le Pen, presidente do partido Frente Nacional. RFI

“Alcóolatras, Desempregados e Casados com Primos” é o nome de um grupo no Facebook que vem mobilizando os eleitores no norte da França para tentar conter a vitória do partido de extrema direita Frente Nacional na região nas eleições regionais de dezembro. O sinal de alerta foi dado por uma pesquisa de intenção de voto no mês passado, indicando a vitória retumbante de Marine Le Pen, presidente do FN.

Publicidade

O estudo atribui 38% dos votos para o partido Frente Nacional já no primeiro turno. Os Republicanos, do ex-presidente Nicolas Sarkozy, levariam 26%, e o Partido Socialista chegaria em terceiro, com 19% das intenções.

O nome do grupo no Facebook é uma ironia que junta vários clichês atribuídos aos nortistas franceses. “Estamos cansados dos estereótipos, de que somos preguiçosos e festeiros, mas não queremos acrescentar o de sermos eleitores da Frente Nacional”, diz uma representante do grupo, que concedeu a entrevista à RFI Brasil sob condição de anonimato. Ela acrescenta:

“O grupo no Facebook surgiu há cerca de um mês. Eu estava com um grupo de amigos quando soubemos da pesquisa e ficamos chocados. Decidimos que não podíamos ficar parados. Não queríamos acordar no dia 14 de dezembro de 2015 com Marine Le Pen como presidente da região Pas-de-Calais. Então lançamos uma página, um site e começamos a ter muita adesão. As reações são duplas. De um lado são pessoas que se reconhecem, que estão cansados da política, mas que são sensibilizados por nossas mensagens engraçadas. Mas há também reações agressivas e violentas, que nos ameaçam. Isso me dá medo, mas o objetivo da página é rir muito de uma situação que nos preocupa muito mais.”

A representante do grupo explica porque exigiu o anonimato:

“Há duas razoes: a primeira porque recebemos dez mil likes e queremos que todos se apropriem do movimento, que participem da distribuição de cartazes e adesivos, e sobretudo, que votem. A segunda razão é que temos recebidos cada vez mais ameaças nos comentários, por e-mails, e não queremos essa agressão. Mas recebemos mensagens de apoio de toda a região e de fora também, de pessoas que também querem participar do movimento. Somos uma região historicamente multicultural, todo mundo tem imigrantes na família – árabes, bretões, portugueses, poloneses. Gostamos dessa mistura, das culturas da região, da gastronomia, do dinamismo, das festas. Com Marine le Pen no poder, tudo isso estaria ameaçado e isso nos preocupa.”

Choque elétrico

Marine Filleul é a primeira-secretária do Partido Socialista do norte da França. Para ela, a pesquisa foi como um choque elétrico. “Ela serve para mobilizar todos os cidadãos que são contra o ódio e a intolerância a tomar uma atitude. A primeira ameaça da Frente Nacional no poder, para começar, é a negação e ódio ao outro. E também rejeição da Europa. A região norte é recipiente de muitos fundos europeus e tem muitos projetos movidos graças à Europa. Com Le Pen no poder, essa é uma fonte de recursos que vai acabar.” A socialista alerta ainda que os extremistas no poder também podem afugentar investimentos empresariais.

As eleições regionais acontecem nos dias 6 e 13 de dezembro.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.