Acessar o conteúdo principal

A Páscoa na pandemia: fiéis se preparam para missas online e bênçãos à distância

Nesta Semana Santa, dezenas de milhares de procissões foram canceladas em toda a Itália por causa da epidemia de Covid-19.
Nesta Semana Santa, dezenas de milhares de procissões foram canceladas em toda a Itália por causa da epidemia de Covid-19. REUTERS/Massimo Pinca

Fiéis fervorosos, os italianos agora exercem sua fé em casa e passarão a Páscoa confinados, devido ao novo coronavírus, pela primeira vez. Se igrejas ainda se encontram abertas no país para momentos de "oração pessoal", as missas não são mais realizadas em público e o contato com o pároco será integralmente feito através de um computador ou de um "smartphone".

Publicidade

Para católicos, protestantes e ortodoxos - o cristianismo é a primeira religião do mundo em número de fiéis - a Páscoa, que marca a ressurreição de Cristo segundo a tradição, é um evento importante, sinônimo de igrejas completas e inúmeras celebrações.

No domingo (5), o Papa Francisco celebrou e transmitiu online a missa do Domingo de Ramos, que marca a entrada na semana da Páscoa, numa basílica de São Pedro quase vazia devido à pandemia ligada ao novo coronavírus. Será o mesmo para a Páscoa no próximo domingo (12).

Muitas celebrações em todo o mundo foram canceladas, começando na Itália, devido à epidemia de Covid-19. Muitos padres tentam prestar assistência espiritual ao seu rebanho, apesar da quarentena, segundo o correspondente da RFI em Roma, Eric Senanque. Uma necessidade que é particularmente seguida pelos católicos italianos quando se aproxima a Páscoa.

Em uma Itália confinada há um mês, os clérigos fazem o que podem, mas à distância, em momentos felizes ou mais dramáticos, como o caso de diversos os religiosos obrigados a abençoar os mortos por Skype, depois da proibição de funerais.

Nas Filipinas, padres mascarados abençoavam os fiéis confinados e conectados. "A festa (da Páscoa) continuará, apesar da disseminação do vírus", disse um religiso.

No santuário católico de Lourdes, no sudoeste da França, as autoridades religiosas se preparam para uma semana de Páscoa sem fiéis, com "peregrinações espirituais" e velas como símbolo da luz.

Selfies dos fiéis nos bancos de igreja

Nesse período em que todas os encontros de pessoas estão proibidos, alguns padres disputam fiéis com muita criatividade, como o pároco de uma paróquia ao norte de Milão, que fixou selfies impressas de seus paroquianos nos bancos de sua igreja para se sentir menos sozinho, ou o padre de um bairro operário de Roma, que produz imagens quase profissionais de suas missas privadas, transformando as numerosas câmeras de vigilância que ele instalou em sua igreja em... webcams!

Nesta Semana Santa de 2020, dezenas de milhares de procissões foram canceladas em toda a Itália. Os fiéis se conectam para acompanhar a missa da tela de seus smartphones e computadores.

Os bispos italianos incentivam a oração pessoal e familiar em casa. "Sua casa será sua igreja", disse o bispo de Brescia, na Lombardia, uma das cidades mais atingidas pela pandemia.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.