Acessar o conteúdo principal
Economia/Ranking

Tóquio é a cidade mais cara do mundo para estrangeiros

As cidades do Rio de Janeiro e Tóquio são consideradas como as cidades mais caras do mundo para expatriados.
As cidades do Rio de Janeiro e Tóquio são consideradas como as cidades mais caras do mundo para expatriados. Flick/ SilmaraCavalcanti-millzero

A capital do Japão tornou-se a cidade mais cara do mundo para os trabalhadores expatriados, destronando Luanda, a capital de Angola, que durante anos ocupou o topo do ranking de um estudo feito pelo escritório de consultoria britânico ECA. No continente americano, a cidade mais cara é o Rio de Janeiro.  

Publicidade

A volatilidade da taxa cambial provocada pela crise econômica mundial explica essa troca de lugares no topo das cidades mais caras do mundo para os estrangeiros. Enquanto a moeda japonesa teve uma valorizaçao de 30% contra o dólar no ano passado, a moeda angolana, o kwanzaa, sofreu uma forte queda. E assim, Tóquio voltou a ser a cidade mais cara do mundo após cinco anos fora da primeira colocação.

No ranking da consultoria, a capital norueguesa Oslo é aparece como a segunda cidade mais cara. O levantamento trouxe uma surpresa na Europa. Londres, que durante muito tempo ficou entre as cidades com o custo de vida mais elevado, despencou e nem aparece mais no top 50.

Ascensão carioca

No continente americano, é o Rio de Janeiro, na vigésima oitava posição, que aparece como a localiadde mais cara. Para os especialistas da ECA, a alta da demanda global por commodities ajudou a apreciar a moeda brasileira, o que elevou o custo de vida na cidade carioca, que, no ano pasasdo, aparecia apenas na posição de número 132. Com esse novo patamar, viver no Rio de Janeiro é mais caro que morar em Manhattan.

A pesquisa leva em consideração os gastos com habitação, alimentação, transporte, lazer entre outros itens para os estrangeiros que moram nas cidades avaliadas no levantamento. Segundo os economistas, a variação da taxa de inflaçéao, a disponibilidade de produtos para o consumo e a flutuação da taxa cambial são os principais fatores que influenciam no custo de vida dos expatriados.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.