Acessar o conteúdo principal
Síria/Revolta

Regime sírio teria tentado matar Saad Hariri

O ex-primeiro-ministro libanês Saad Hariri.
O ex-primeiro-ministro libanês Saad Hariri. Reuters

Segundo o jornal Libération dessa sexta-feira, a tentativa de assassinato teria acontecido na semana passada e o ex- primeiro ministro libanês estaria refugiado em Paris.

Publicidade

Ainda segundo o jornal francês, Saad Hariri teria sido aconselhado por Washington e Riade a não voltar ao Líbano, pois os serviços secretos americano e saudita acreditam que sua vida esteja ameaçada. No texto do Libération, fontes libanesas afirmam que um primeiro alerta foi dado há uma semana no caminho do aeroporto de Beirute.

Para Libération, a tentativa de assassinato faria parte de uma estratégia de Damasco para causar um conflito entre xiitas e sunitas. Com a atenção da comunidade internacional voltada para o Líbano, o presidente sírio poderia abafar as revoltas em seu país sob pretexto de que se trataria também de uma guerra civil. O jornal acusa Bachar al-Assad de querer contaminar toda a região com a crise interior que atravessa atualmente seu país. Para o quotidiano, os esforços do governo Sírio em mostrar que seu exército intervém em cidades que se situam perto de suas fronteiras é uma prova de que o país quer convencer de que as revoltas vêm do exterior.

Por sua vez, o site do jornal Le Monde afirma que, segundo a assessoria de imprensa de Hariri, o ex-primeiro ministro está fora da Líbia há dois meses. Ainda segundo o site, a assessoria de imprensa não confirmou a informação divulgada por Libération sobre as ameaças ao ex-chefe de governo libanês.

O presidente sírio Bachar al-Assad já obteve uma vitória política no Líbano com a formação na semana passada de um novo governo favorável a ele, eleito sob forte pressão do Hezbollah, seu principal aliado libanês.

Em 2005 o pai de Saad, Rafiq Hariri, foi assassinado em um atentado em Beirute. O Hezbollah e os serviços secretos sírios foram acusados de envolvimento no crime.
 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.