Acessar o conteúdo principal
Tibete/ eleição

Lobsang Sangay substitui Dalai Lama no Tibete

O novo líder tibetano, Lobsang Sangay,  recebe os cumprimentos do Dalai Lama.
O novo líder tibetano, Lobsang Sangay, recebe os cumprimentos do Dalai Lama. REUTERS/Adnan Abidi

O governo tibetano no exílio tem um novo líder político. Lobsang Sangay, um jurista de 43 anos, prestou juramento nesta segunda-feira como primeiro-ministro prometendo continuar a luta pela liberdade do povo tibetano.

Publicidade

Sangay substitui o Dalai Lama, de 76 anos, que em março anunciou sua saída da vida política, mas que continua como líder espiritual do tibetanos. O Dalai Lama comandou a cerimônia de posse realizada na cidade de Dharamsala, no norte da Índia, onde está instalado o governo tibetano no exílio, que não é reconhecido oficialmente por nenhum país.

No seu discurso, Lobsang Sangay, vencedor das eleições realizadas em abril, criticou a linha dura de Pequim, afirmando que vai continuar a luta iniciada pelo caminho intermediário iniciada pelo Dalai Lama, ou seja, por uma autonomia significativa do Tibete sob administração chinesa e não por uma independência total do território.

Milhares de Tibetanos no exílio espalhados pelo mundo participaram da eleição do premiê. Também foi eleito um novo Parlamento. Mais de 80 mil tibetanos estavam aptos a votar, mas menos de 50 mil participaram do pleito, realizado em março. Sangay obteve 55% dos votos, superando dois rivais com larga vantagem.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.