Acessar o conteúdo principal
Tufão/Filipinas

Tufão Bopha matou cerca de 500 pessoas nas Filipinas

Tufão Bopha deixou 250 mil desabrigados no sul das Filipinas.
Tufão Bopha deixou 250 mil desabrigados no sul das Filipinas. REUTERS/Erik De Castro

O violento tufão Bopha, que atravessou o sul das Filipinas na noite de terça para quarta-feira, foi um dos mais devastadores dos últimos anos. Balanço oficial provisório publicado nesta quinta-feira, 6 de dezembro de 2012, indica que cerca de 500 pessoas morreram, 400 estão desaparecidas e 250 mil desabrigadas.

Publicidade

Bopha atingiu principalmente a ilha meridional de Mindanao com ventos superiores a 200 quilômetros por hora. A região foi devastada. As equipes de socorro resgataram nesta quinta-feira 496 corpos, somente em Mindanao, e 9 em outras ilhas próximas.

A prioridade do governo filipino é encontrar os 380 desaparecidos e dar assistência aos 250 mil desabrigados. Os sobreviventes vasculhavam hoje os escombros de suas casas tentando salvar alguns pertences ou tentavam encontrar familiares desaparecidos.

Manilha pediu ajuda à Organização Mundial de Migração, baseada na Suíça, para a construção de abrigos provisórios. O governo enviou dois navios carregados de alimentos e equipamentos à ilha de Mindanao. Estados Unidos, Japão e Singapura propuseram uma ajuda de emergência. A Cruz Vermelha Internacional lançou uma campanha para recolher cerca de 3,7 milhões de euros para ajudar as vítimas da tragédia.

O tufão Bopha também destruiu um quarto das plantações de bananas das Filipinas, que é o terceiro exportador mundial do produto. O país é atingido anualmente por cerca de 20 tempestades ou tufões violentos, entre os meses de junho e outubro. Bopha é o 16º deste ano. Em 2011, 29 tufões provocaram a morte de mil e 500 pessoas nas Filipinas.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.