Acessar o conteúdo principal
Pistorius/acidente

Irmão de Oscar Pistorius é acusado de matar motoqueira em acidente

Oscar Pistorius na corte de Pretoira, 19 de fevereiro, 2013
Oscar Pistorius na corte de Pretoira, 19 de fevereiro, 2013 REUTERS/Siphiwe Sibeko

Carl Pistorius, o irmão do atleta paraolímpico sul-africano Oscar Pistorius, acusado de matar a namorada, será julgado em breve por homicídio doloso depois de atropelar e matar uma motoqueira em 2008. A notícia foi divulgada pela própria família em um comunicado.

Publicidade

O julgamento do irmão do atleta aconteceria nesta quinta-feira, mas a audiência foi transferida para o mês de março. No mesmo dia, Pistorius compareceu diante de um tribunal de Pretoria e foi libertado sob o pagamento de uma fiança de 85 mil euros.

‘’Carl está profundamente arrependido depois do acidente. As análises de sangue efetuadas pela polícia provaram que ele não estava sob influência do álcool, o que confirma que se trata de um trágico acidente. A moto colidiu com o carro de Carl’’, explica a família no comunicado. O advogado dele, o mesmo de Oscar, disse ter certeza que seu cliente será inocentado. O acidente aconteceu em Vanderbijlpark, a cerca de 60 km no sul de Johannesburgo.

O atleta sul-africano foi indiciado pela morte de sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp, 29 anos, que levou quatro tiros. Seu julgamento está marcado para o dia 4 de junho. Pistorius afirma que a morte foi acidental, e ele confundiu a modelo com um ladrão.

Depois do afastamento do chefe da investigação, Hilton Botha, ele mesmo a acusado de sete tentativas de assassinato, uma nova equipe dará continuidade ao trabalho. Segundo o jornal City Press, os produtos encontrados na casa do atleta seriam estimulantes sexuais. O uso da substância é desaconselhado aos esportistas porque podem aumentar o nível de testosterona.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.