Acessar o conteúdo principal
Linha Direta

Suspeitos de agredir diretor artístico do Bolshoi são indiciados na Rússia

Áudio 04:40
O bailarino do Teatro Bolshoi, Pável Dmitritchenko, é um dos suspeitos indiciados nesta quinta-feira na Rússia.
O bailarino do Teatro Bolshoi, Pável Dmitritchenko, é um dos suspeitos indiciados nesta quinta-feira na Rússia. REUTERS/Maxim Shemetov

O solista do prestigioso Balé Bolshoi, Pável Dmitritchenko, de 29 anos, cumpre prisão preventiva, após ter confessado em um vídeo ter sido o mandate da agressão com ácido sulfúrico concentrado contra Serguei Filin, diretor artístico da mesma companhia de dança.Três suspeitos do crime foram indiciados nesta quinta-feira, em Moscou. Dmitritchenko teria pago 1.630 dólares pelo ataque. O executante do crime e o motorista que levava Filin para casa na hora do crime também assumiram envolvimento no caso. Embora os suspeitos não tenham feito declarações sobre o que motivou a agressão, a polícia russa revelou que as relações de hostilidade entre o diretor e o bailarino no trabalho levaram ao crime. A imprensa na Rússia defende outra versão, a de que Pável queria vingar a namorada, também bailarina do Bolshoi, que teria sido rejeitada por Filin para papéis principais. A correspondente da RFI em Moscou, Marina Darmaros, fala sobre a repercussão do caso na Rússia e a detenção dos suspeitos.  

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.