Acessar o conteúdo principal
Tragédia/Bangladesh

Desabamento de prédio em Bangladesh deixa ao menos 124 mortos

Funcionária de uma confecção é resgatada dos escombros após o desabamento do edifício Rana Plaza na periferia de Dacca, capital do Bangladesh, nesta quarta-feira, 24 de abril de 2013.
Funcionária de uma confecção é resgatada dos escombros após o desabamento do edifício Rana Plaza na periferia de Dacca, capital do Bangladesh, nesta quarta-feira, 24 de abril de 2013. Reuters

O desabamento na madrugada desta quarta-feira, 24 de abril de 2013, de um prédio de oito andares na periferia de Dacca, capital do Bangladesh, deixou ao menos 124 mortos e cerca de 1000 feridos. O imóvel Rana Plaza abrigava confecções têxteis, lojas e um banco, além de apartamentos. Somente o andar térreo ficou intacto.

Publicidade

Uma das confecções localizadas no imóvel era a New Wave Style, que afirma em seu site ter entre seus principais clientes a marca espanhola Mango e a italiana Benetton.

Segundo o ministro do Interior de Bangladesh, Muhiuddin Khan, a construção desse prédio não foi feita de acordo com as regras em vigor no país. Centenas de bombeiros e soldados foram convocados para ajudar a resgatar os sobreviventes.

Alguns dos trabalhadores das confecções instaladas no prédio há haviam demonstrado preocupação com o aparecimento de rachaduras e deixaram o local às pressas, mas tiveram que voltar por ordem dos patrões. Pouco depois o prédio desabou.

A indústria têxtil do Bangladesh é a segunda mais importante do mundo e fornece roupas para muitas marcas ocidentais. Mas esse setor é regularmente acusado de não respeitar as normas de segurança. Em novembro do ano passado, um incêndio em uma confecção na periferia de Dacca matou 111 pessoas.

Os desabamentos de prédios no Bangladesh são comuns, já que as regras para construção raramente são aplicadas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.