Acessar o conteúdo principal
África do Sul/Visita

Obama diz que Mandela é "fonte de inspiração"

Obama discursa para plateia de jovens líderes sul-americanos na Universidade de Johannesburgo Soweto.
Obama discursa para plateia de jovens líderes sul-americanos na Universidade de Johannesburgo Soweto. REUTERS/Jason Reed

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, reuniu-se neste sábado, no segundo dia de sua visita à África do Sul, com familiares de Nelson Mandela, cujo estado de saúde segue "crítico, mas estável". Como estava previsto, Obama não visitou Mandela no hospital em Pretória. Ele encontrou-se com duas das três filhas de Mandela e oito dos seus 17 netos em Johannesburgo. 

Publicidade

O presidente americano também telefonou para a mulher do líder sul-africano, Graça Machel, e expressou o seu desejo de que "ele permaneça "em paz e conforto junto com seus familiares". Mais cedo, Obama foi recebido pelo presidente sul-africano, Jacob Zuma. Depois do encontro, Zuma disse que o estado de saúde de Mandela permanece "crítico, mas estável". Já o presidente americano declarou que “a coragem moral” do ex-presidente ”é, para ele e o mundo inteiro, “uma fonte de inspiração”.

Encerrando a agenda de hoje, Obama foi ao bairro de Soweto, antigo gueto de resistência ao apartheid. Ele discursou na Universidade de Johannesburgo e incitou os jovens a seguirem o exemplo de Mandela. Do lado de fora, o clima não era tão festivo: centenas de manifestantes protestaram contra a política externa dos Estados Unidos, e foram contidos pela polícia.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.