Acessar o conteúdo principal
EGITO/VIOLENCIA

Grupos políticos voltam a se enfrentar no Cairo e matam mais um

Cenas de violência na praça Tahrir tornaram-se comuns na última semana.
Cenas de violência na praça Tahrir tornaram-se comuns na última semana. REUTERS/Asmaa Waguih

Segundo a TV estatal egípcia, os enfrentamentos entre grupos que apoiam o presidente deposto Mohammed Mursi e seus detratores mataram um homem e deixaram dezenas de feridos nas proximidades da praça Tahrir, palco das manifestações mais inflamadas no país. A vítima foi atingida por um disparo de arma de fogo e morreu logo após dar entrada em um hospital do Cairo. Os grupos que polarizam a política do país lançaram pedras e atiraram um no outro, até que a polícia interviesse com bombas de gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes.

Publicidade

As tensões no Egito começaram no fim de junho, quando milhões de cidadãos foram às ruas para exigir a saída de Mursi da presidência. No dia 3 de julho, ele foi deposto pelo exército. Agora, seus partidários exigem a restauração do governo. Os embates nas ruas desde o mês passado já deixaram 150 mortos.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.