Acessar o conteúdo principal
Reportagem

Tratado internacional garante direitos dos trabalhadores domésticos

Áudio 04:39
Tratado Internacional garante direitos das domésticas
Tratado Internacional garante direitos das domésticas Divulgação - Palácio do Planalto

A Organização Internacional do Trabalho, OIT, reconhece o direito de uma das categorias profissionais mais marginalizadas no mundo. Entrou em vigor nessa quinta-feira, o Tratado Internacional dos Trabalhadores Domésticos. O texto é resultado da convenção C189, de 2011, mas que precisava de um número mínimo de países signatários para ter efeito prático.

Publicidade

A estimativa da OIT é que hoje no mundo existam 52 milhões de trabalhadores domésticos, a grande maioria, de mulheres e meninas adolescentes. Muitas, imigrantes ilegais, quase todas sem os mínimos direitos trabalhistas.
Em entrevista, a advogada Gauri van Gulik da divisão dos direitos das mulheres do Humans Rights Watch, comemora a entrada em vigor do tratado, aponta quais são os efeitos práticos para os trabalhadores domésticos nos países que assinarem o acordo e fala ainda sobre a PEC das domésticas aprovada no Brasil.
Segundo Federação das Empregadas e Trabalhadores Domésticos, só em São Paulo hoje trabalham três milhões pessoas nesse setor e no Brasil são mais de 8 milhões. Também em entrevista, a presidente da federação, Eliana Gomes Menezes, lembra a importância da mobilização da categoria.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.