Acessar o conteúdo principal
Desastre/China

Tufão Fitow mata três pessoas e desaloja milhares na China

Tufão Fitow deixa a China em alerta máximo
Tufão Fitow deixa a China em alerta máximo REUTERS/China Daily

Ao menos três pessoas morreram e centenas de milhares precisaram ser evacuadas nesta segunda-feira após o tufão Fitow atingir a costa da China, com vento de mais de 200 km/h. As províncias densamente povoadas de Zhejiang e Fujian tiveram alerta de mobilização máximo. Segundo o canal estatal CCTV, as três mortes ocorreram durante a chegada do Fitow na região da cidade de Wenzhou.Dois funcionários do porto da cidade estão desaparecidos e podem ter sido levados pelo mar.

Publicidade

De acordo com a imprensa do país, 574 mil pessoas foram evacuadas na província de Zhejiang e 177 mil em Fujian. Mais de 1.200 casas foram destruídas na cidade costeira e os danos materiais chegam a dezenas de milhares de euros, informou uma rádio chinesa.

O tufão chegou ao continente na madrugada da segunda-feira, inicialmente na província de Fujian, causando chuvas torrenciais e provocando cortes de energia elétrica. O tufão deve seguir pelo noroeste chinês, mas perdendo força rapidamente.

O tráfico de 60 trens de alta velocidade foi interrompido e 50 voos foram cancelados no país. As autoridades também alertaram pescadores a se manterem nos portos.

O tufão Fitow, que causou ainda danos leves no arquipélago japonês de Okinawa, é o 23º do ano na China. Ainda nesta segunda, a China se prepara para a chegada de mais um tufão, o Danas.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.